× Modal
< Voltar


ANABB

ANABB dá dicas de prevenção ao coronavírus

Primeiros dois casos da doença no Brasil foram confirmados dias 26 e 29/02, mas não há motivos para pânico


Em 27.02.2020 às 15:42 Compartilhe:

Atualizado em 02/03/2020, às 9h47.

Com a chegada do coronavírus ao Brasil, a partir da confirmação dos dois primeiros casos da doença nos dias 26 e 29 de fevereiro, é importante que a população adote cuidados para evitar a propagação do vírus. Embora destaque que não há motivo para pânico, a ANABB divulga algumas medidas individuais simples que ajudam na prevenção à doença.

O vírus se propaga por meio de gotículas presentes no espirro e na tosse de pessoas doentes, que entram em contato com os olhos, nariz ou boca da pessoa saudável. Estas gotículas podem alcançar distâncias de até 2 metros a partir da pessoa contaminada. Por isso, são recomendados cuidados básicos de educação e higiene pessoal, que ajudam a proteger do coronavírus e de gripes e resfriados em geral:

  • Cobrir o nariz ao espirrar e a boca ao tossir, para evitar a propagação do vírus.
  • Lavar as mãos com frequência com água e sabão, principalmente após deixar ambientes públicos e antes de ingerir alimentos.
  • Lavar as mãos após contato com corrimãos de escadas, barras de apoio em ônibus ou metrô, botões de elevadores ou maçanetas de portas.
  • Evitar coçar os olhos e nariz ou levar a mão à boca.
  • Não compartilhar toalhas de pano ou travesseiros.
  • Utilizar álcool gel para higienização das mãos.


SINTOMAS

Para a maioria das pessoas, os sintomas do coronavírus são semelhantes aos de um resfriado mais intenso, com febre, tosse, dores de cabeça e garganta e mal-estar. Mas, para populações específicas, como idosos e pessoas com restrições no sistema imunológico, estes sintomas podem evoluir e as chances são maiores de a doença se apresentar de forma grave, podendo levar ao óbito.

Os dois casos confirmados no Brasil, de um homem com 61 anos de idade e de outro com 32, são de moradores da cidade de São Paulo com viagem recente à Itália. Há mais de 250 outros casos suspeitos no país, distribuídos por 15 estados brasileiros mais o Distrito Federal – mais da metade destes casos suspeitos estão no estado de São Paulo.

Em todo o mundo, já são 80 mil as pessoas infectadas, com a ocorrência de pelo menos 2,7 mil mortes. Diante da facilidade de transmissão da doença, especialistas reconhecem que será difícil conter a propagação do vírus no Brasil. Por isso, é essencial a adoção de medidas preventivas simples como as indicadas acima, de modo a conter a propagação do vírus e preservar nossa saúde.

Saiba mais sobre o coronavírus

 

Fonte: Agência ANABB