× Modal
< Voltar


Previ

Desempenho da Previ é destacado na imprensa

Matéria publicada pelo jornal Gazeta do Povo analisa rentabilidade de fundos de pensão com base em levantamento da Abrapp


Em 21.02.2020 às 13:19 Compartilhe:

A Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ) teve seu desempenho financeiro destacado em matéria sobre fundos de pensão publicada neste domingo, dia 16/02, pelo jornal Gazeta do Povo (veja o texto). A reportagem se baseia em levantamento da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp), tendo por referência o terceiro trimestre de 2019.

O estudo da Abrapp demonstra que o Plano de Benefícios 1 da Previ fechou o terceiro trimestre com 112,4 mil pessoas atendidas, entre as quais 82,4 mil aposentados, 21,4 mil pensionistas e 8,5 mil funcionários ainda na ativa. O valor médio pago de aposentadoria foi de R$ 9,5 mil, enquanto o de pensão ficou em R$ 6,4 mil.

Por sua vez, o plano Previ Futuro somava em setembro 85,5 mil participantes, dos quais 83,5 mil seguem na ativa, 1,1 mil estão aposentados e 868 são pensionistas, de acordo com o levantamento. Entre estes participantes, o valor médio pago de aposentadoria foi de R$ 5,9 mil, enquanto a pensão ficou em R$ 726.

A matéria também destaca que a Previ, considerada o maior fundo de previdência fechada da América Latina, tinha R$ 207,9 bilhões de investimentos em outubro de 2019, totalizando 88,6 mil participantes ativos, 244 mil dependentes e 104,8 mil assistidos, e 100% de solvência, com o cumprimento de todas as obrigações financeiras assumidas.

 

Rentabilidade em novembro

A boa rentabilidade dos planos da Previ destacada na reportagem é ratificada em dados mais atualizados, publicados no Boletim de Desempenho de novembro pela própria Caixa de Previdência (veja aqui).

Conforme a Previ, o Plano 1, que atende funcionários admitidos até dezembro de 1997 e possui carteira de investimentos focada em renda fixa, alcançou rentabilidade de 6,73% no acumulado entre janeiro e novembro de 2019, frente a uma meta atuarial acumulada de 7,94%. O destaque ficou para o segmento de Investimentos no Exterior, com rentabilidade de 31,23% no ano.

Já o plano Previ Futuro, que atende funcionários admitidos a partir de janeiro de 1998 e tem carteira de investimentos focada em renda variável, alcançou rentabilidade de 16,83% no acumulado entre janeiro e novembro, índice maior que o dobro da meta atuarial acumulada de 7,94%. Aqui, também o segmento que mais se destacou foi o de Investimentos no Exterior, com rentabilidade acumulada de 29,77% no ano.

 

Fonte: Agência ANABB