× Modal
< Voltar


ANABB

Em defesa do BB e contra a reestruturação

Atos estão previstos para ocorrer em todo o Brasil nesta quarta (12/02). Em Brasília, manifestação ocorrerá a partir das 17h em frente ao Edifício do BB, na 201 Norte


Em 12.02.2020 às 13:17 Compartilhe:

Funcionários do Banco do Brasil da ativa e aposentados estarão participando de atos em todo o Brasil nesta quarta-feira, dia 12 de fevereiro, em defesa do BB e contra as medidas de reestruturação anunciadas pela instituição. Estas medidas causam impacto direto sobre o plano de carreira e salários dos funcionários.

De modo geral, os atos estão sendo organizados por diversas entidades como uma resposta às frequentes ameaças ao Banco do Brasil e ao seu quadro de funcionários. Em Brasília, a manifestação ocorrerá a partir das 17 horas desta quarta, em frente ao Edifício BB, localizado na quadra 201 Norte. A sugestão dos organizadores é de que os trabalhadores estejam vestidos com peças de roupa na cor preta.

A ANABB, que tem como missão “atuar na defesa dos interesses dos associados, nos âmbitos administrativo, governamental, judicial e social”, vem cumprindo seu papel de forma forte e responsável para preservar direitos. Diante do atual cenário desafiador vivido pelo Brasil, a Associação atua pelo fortalecimento do Banco do Brasil enquanto empresa pública e pela valorização de seus funcionários, da ativa e aposentados.

No início de fevereiro, a partir da ampliação do Programa Performa, o Conselho de Administração do Banco anunciou medidas de reestruturação que merecem a atenção dos trabalhadores. As medidas anunciadas criam novo modelo de remuneração para os funcionários, reduzindo o Valor de Referência (VR) e instituindo gratificações que não refletem em benefícios de saúde e aposentadoria, com impacto negativo também para a Previ e a Cassi, que terão redução de receitas.

Além disso, está em tramitação no Congresso a Medida Provisória (MP) nº 905/2019, que institui o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo e altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), permitindo o funcionamento das agências bancárias aos sábados e o aumento da jornada de trabalho dos bancários. A ANABB apresentou emendas ao texto buscando suprimir estes artigos e participará de uma audiência pública sobre o assunto nesta quinta (13/02), a partir das 10 horas, no Plenário nº 6 do Anexo II do Senado Federal. Os associados que tiverem interesse podem participar da audiência ou acompanhar a transmissão ao vivo pelo site da ANABB.

Fonte: Agência ANABB