× Modal
< Voltar


Banco do Brasil

ANABB reitera à CVM conflito de interesses na nomeação de conselheiro do BB

Associação encaminhou novo ofício, demonstrando o caráter limitante e a noção de impropriedade na nomeação de membro do Conselho de Administração do Banco do Brasil


Em 14.08.2019 às 13:55 Compartilhe:

A ANABB encaminhou novo ofício à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na última quinta-feira, dia 8 de agosto, reiterando a existência de conflito de interesses na nomeação de membro do Conselho de Administração do Banco do Brasil, contrapondo os argumentos apresentados pelo BB no mesmo processo da CVM.

No documento a ANABB demonstra o caráter limitante e a noção de impropriedade na nomeação do Conselheiro, cuja atuação resultaria mais em restrições e abstenções do que em utilidade ao Banco do Brasil. Leia o texto na íntegra:

Ofício encaminhado pela ANABB à CVM – 08/08/2019

 

A ANABB defende a integridade do Banco do Brasil. Por isso, aponta a necessidade de observação rigorosa das boas práticas de compliance, posicionando-se contra a indicação de conselheiros para o Banco do Brasil que apresentem conflito de interesses devido à atuação anterior em empresas concorrentes.

“A governança do Banco do Brasil deve ser preservada sem a ocorrência de riscos de conflito de interesses. Os conselheiros nomeados têm acesso a muitas informações confidenciais e privilegiadas, inclusive sobre os movimentos operacionais e financeiros do conglomerado Banco do Brasil. Por outro lado, de nada adianta a atuação de um conselheiro privado de tomar decisões que afetem empresas concorrentes nas quais já tenha atuado”, pondera o presidente da ANABB, Reinaldo Fujimoto.

 

REPERCUSSÃO NA MÍDIA

A indicação do Conselheiro do Banco do Brasil ganhou repercussão na imprensa nesta quarta, 14 de agosto. Uma coluna publicada no Blog do Vicente, na edição online do Correio Braziliense, deu destaque à atuação da ANABB no tema e questionou a contribuição a ser dada por um membro do Conselho de Administração com tantas restrições de acesso a informações do BB e de empresas com as quais o Banco mantenha relações comerciais. Leia o texto publicado no blog, assinado por Hamilton Ferrari:

Conselheiro do BB pode ser impedido de ter acesso a dados da estatal

 

ENTENDA O CASO

No dia 26 de abril, na Assembleia Geral do Banco do Brasil, a ANABB se posicionou contra a eleição de conselheiros com atuação recente em empresas concorrentes do BB. O voto da Associação foi então aceito pela mesa que conduzia os trabalhos e encaminhado à CVM. No dia 19 de junho, a Associação reforçou seu entendimento em ofício encaminhado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). No dia 17 de julho, a ANABB encaminhou novos documentos ao Tribunal de Contas da União (TCU), à Controladoria Geral da União (CGU) e ao Banco Central (Bacen) solicitando que os órgãos examinassem a ocorrência de conflito de interesses na nomeação do mesmo Conselheiro.

Fonte: Agência ANABB