× Modal
< Voltar


Cassi

ANS instaura direção fiscal na Cassi

A ANABB acompanhará de perto as decisões e manterá os associados informados


Em 22.07.2019 às 09:47 Compartilhe:

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou nesta segunda-feira, 22/7, resolução que instaura a direção fiscal na Cassi. A ANABB entrou em contato com o novo presidente da Cassi, Dênis Corrêa, que agendou reunião com as entidades que compõem a Mesa de Negociação para a próxima quarta-feira, 24/7, às 14h. Na reunião, além de detalhes sobre a direção fiscal, a Cassi apresentará também o resultado do primeiro semestre de 2019.

Segundo a Resolução da ANS nº 2.439, a determinação da instauração de direção fiscal na Cassi se deve ao descumprimento de indicadores econômico-financeiros acompanhados pela ANS. Em dezembro de 2018, a Caixa de Assistência estava com o patrimônio negativo de R$ 109 milhões e apresentava insuficiência de margem de solvência de R$ 810 milhões. Em 2019, a Cassi vem apresentando resultados positivos, porém permanece em situação econômico-financeira crítica, com números insuficientes para recomposição do patrimônio nos níveis exigidos pelo órgão regulador.

O QUE ACONTECE AGORA

Nos próximos dias será nomeado um diretor fiscal que atuará na Caixa de Assistência. Isso, no entanto, não altera a rotina de prestação de serviços, que será mantida normalmente, bem como os pagamentos a prestadores e demais fornecedores.

A ANABB acompanhará de perto as decisões e manterá os associados informados.

O QUE É O REGIME DE DIREÇÃO FISCAL

Quando há desequilíbrio financeiro nas contas de um plano de saúde, inadequação de garantias financeiras, insuficiência na margem de solvência, patrimônio social negativo, entre outros aspectos, a ANS acompanha a situação e pode atuar instaurando o regime especial de direção fiscal. 

Com a instauração do regime de direção fiscal, a ANS nomeia um diretor fiscal de mercado para analisar a situação da Caixa de Assistência e determinar a apresentação, pela Cassi, de um programa de saneamento de forma a solucionar as anormalidades econômico-financeiras identificadas.

Clique aqui e saiba mais sobre o regime de direção fiscal. 

 

 

Fonte: Agência ANABB