× Modal
< Voltar


Cassi

Coparticipação não foi analisada pelo Conselho Deliberativo da Cassi

Em 13/6, a ANABB enviou uma carta ao presidente do Conselho Deliberativo da Caixa de Assistência se posicionando contra a decisão da Diretoria de reajustar os índices


Em 14.06.2019 às 17:29 Compartilhe:

Dando continuidade à atuação da ANABB sobre a decisão da Diretoria da Cassi de aumentar a coparticipação, informamos que a reunião do Conselho Deliberativo daquela entidade, prevista para acontecer nesta sexta-feira (14/6), não foi realizada por falta de quórum. 

Em recente reunião, a Diretoria da Cassi decidiu por aumentar a coparticipação dos associados para 50%, em consultas, sessões de psicoterapia e acupuntura e visitas domiciliares, e para 30%, nos serviços auxiliares de diagnose e terapia, que não envolvam internação hospitalar. 

Em 13/6, a ANABB enviou uma carta ao presidente do Conselho Deliberativo da Caixa de Assistência se posicionando contra a decisão da Diretoria de reajustar os índices. A Associação defende que a coparticipação não pode ser considerada uma receita, e sim um fator moderador de utilização dos serviços de assistência médica – portanto, um redutor de despesas. 

No entendimento da Associação, o fato da reunião do Conselho não ter acontecido abre mais uma oportunidade para que o assunto seja melhor debatido na Cassi. Neste momento, é muito importante que os conselheiros deliberativos eleitos assumam este compromisso em defesa dos associados, rejeitando, assim, a elevação da coparticipação. Para a ANABB, os reajustes propostos trazem prejuízos justamente aos associados que mais necessitam dos serviços, eximindo o patrocinador de contribuir com a parte patronal.

Leia também: 

ANABB se posiciona contra aumento da coparticipação na Cassi

Fonte: Agência ANABB