× Modal
< Voltar


Observatórios Sociais

Observatório Social de Assis evita despesa de mais de R$300 mil para município

Veículo de luxo no valor de R$ 307 mil foi retirado de edital de licitação, após apontamentos feitos pelo OS


Em 11.02.2019 às 17:46 Compartilhe:

A fiscalização feita pelo Observatório Social da cidade de Assis Chateaubriand, no Paraná, evitou um gasto de mais de R$ 300 mil em uma licitação do município. A redução ocorreu após o Observatório identificar e questionar o edital de licitação para compra de veículos destinados a manutenção das secretarias municipais. Entre os itens a serem adquiridos, constava uma camionete de luxo zero km, no valor de R$307 mil para uso do prefeito. Após os questionamentos do OS e da comunidade local sobre a real necessidade de compra de um veículo neste valor, o item foi retirado do edital. O valor inicial previsto para a licitação era de R$ 2.568.700,96 e caiu para R$ 2.260.867,96.

Além do veículo de luxo, o Observatório Social, que desempenha fundamental ação na vistoria dos gastos públicos, apontou diversas outras falhas no edital, que poderiam prejudicar a definição de valores entre os concorrentes do certame.

Clique aqui e leia a íntegra da matéria publicada pelo OS.

Observatórios Sociais
Os Observatórios Sociais estão presentes em mais de 136 cidades, espalhados em 16 estados brasileiros e no Distrito Federal. A síntese do trabalho voluntário de empresários, profissionais, professores, estudantes e funcionários públicos, que já atingiu a marca de 3 mil pessoas, consiste no monitoramento das compras públicas nos municípios, evitando gastos desnecessários e cobrando providências na identificação de irregularidades.

A ANABB apoia a iniciativa dos Observatórios desde 2013 e tem convênio de cooperação financeira com as cinco unidades dos OS que auxilia: Campo Grande (MS), Santo Antônio de Jesus (BA), Campos Gerais – Ponta Grossa (PR), Pelotas e Erechim (RS). Em 2019, a Associação ampliará o apoio a mais cinco observatórios, cujas cidades ainda serão definidas.
 

Fonte: Agência ANABB