× Modal
< Voltar


Cassi

Retomadas as negociações sobre a CASSI

Primeira rodada do retorno da Mesa de Negociações aconteceu nesta quinta-feira dia 31/01


Em 01.02.2019 às 11:42 Compartilhe:

Aconteceu nesta quinta-feira, 31 de janeiro, a primeira rodada da Mesa de Negociações da Cassi entre Banco do Brasil e Entidades dos Funcionários da Ativa e Aposentados. Em nome das Entidades, participaram dirigentes da AAFBB, ANABB, CONTEC, CONTRAF-CUT e FAABB. A reunião contou ainda com todos os diretores da Cassi, eleitos e indicados, e representantes do Banco do Brasil.

O presidente da Cassi abriu o encontro relatando que na semana anterior ocorreu uma reunião entre a Caixa de Assistência, o Banco do Brasil e a ANS e informou que um novo encontro está agendado para a próxima semana.

Nessa primeira rodada da Mesa de Negociações, as Entidades representativas dos funcionários defenderam que o ponto de partida para a negociação se daria através da proposta construída entre as entidades e o corpo técnico da Cassi. Já o Banco do Brasil, como patrocinador, apresentou uma proposta de negociação em 3 grandes blocos: governança, custeio e outros temas do Estatuto da Cassi. O primeiro tema, governança, tratado nesta reunião, apresentou as mesmas sugestões da proposta que foi colocada em votação em 2018.

A ideia do Banco é tratar um tema por vez, mas as entidades cobraram a apresentação de uma proposta de custeio para ser debatida internamente e com os associados. Outros temas como a cobrança por dependentes e a quebra da proporcionalidade contributiva entre banco e associados, identificados no processo de consulta ao corpo social da Cassi, também foram debatidos.

Sobre a governança, vários questionamentos acerca dos itens apresentados pelo Banco foram levantados e as Entidades se comprometeram a debater o assunto. Já o BB ficou de apresentar uma proposta com itens de custeio na próxima reunião, que já está agendada para quarta-feira, dia 06 de fevereiro.  

As Entidades ressaltaram ainda que a Resolução CGPAR continua suspensa em função da liminar concedida à ANABB e AAFBB e enfatizaram que é fundamental construir uma proposta que tenha o mínimo de consenso para se levar à decisão do Corpo Social da Cassi.

Mesmo com a apresentação da proposta inicial do Banco sobre governança, a ANABB saiu com uma expectativa positiva, pois os representantes do BB se mostraram abertos para ouvir e entender os argumentos apresentados pelas Entidades. A Associação entende que este canal entre patrocinador e representantes dos funcionários, mesmo com divergências, é relevante para que o resultado do processo de negociação seja efetivo.

Fonte: Agência ANABB