× Modal
< Voltar


Observatórios Sociais

Especialistas do ramo jurídico debatem ações anticorrupção e de compliance

Evento reuniu dezenas de pessoas na sede da OAB, em Brasília, para debater a necessidade de que as pessoas e as empresas atuem em conformidade com as leis


Em 13.11.2018 às 15:24 Compartilhe:

A sede do Conselho Federal da OAB, em Brasília (DF), foi palco de uma série de palestras com especialistas do ramo jurídico no evento “Anticorrupção e Compliance: A ação da Ordem e a Atuação do Advogado”. A solenidade, de iniciativa da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), aconteceu durante toda a quinta-feira (8/11) e reuniu dezenas de pessoas, entre elas, representantes de entidades da sociedade civil que, ao final do evento, receberam certificado de participação.

O vice-presidente de Comunicação da ANABB, Douglas Scortegagna, que participou do evento representando o Observatório Social do Brasil (OSB), destacou a importância da iniciativa. “O combate à corrupção deve estar sempre em voga na sociedade, e esse evento, que reuniu ótimos profissionais, debateu e elucidou muita coisa importante”, destacou.

A mesa de abertura foi composta pelo presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia; a advogada-geral da União, Grace Mendonça; o ministro da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União, Wagner de Campos Rosário; e a presidente da Comissão Especial de Estudos Permanentes sobre Compliance do Conselho Federal da OAB, Fernanda Nunes Coelho Lana e Souza.

Em uma de suas falas, Lamachia destacou a importância da OAB. “Trabalhamos por uma nova cultura e sem qualquer intenção de demonizar a atividade política. Não há democracia sem política e não há política sem políticos. Mas, quando a Ordem brada pelo fim da corrupção, é o sentimento do cidadão que ela externa”, apontou ele.

Os demais participantes destacaram a importância do programa de compliance (que significa atuar em conformidade com as leis e os regulamentos existentes) e do combate à corrupção, assim como o papel esperado do advogado nestas questões. Pela ANABB, participaram ainda o consultor jurídico Francisco Marinho e as advogadas Karina Menezes, Caroline Dante e Dayse Manso.

Fonte: Agência ANABB