× Modal
< Voltar


Cassi

Ajustes tornam proposta viável para salvar a Cassi

O adendo apresentado pelas entidades traz avanços ao documento construído pela Caixa de Assistência


Em 28.06.2018 às 18:18 Compartilhe:

A ANABB, a AAFBB e a FAABB, no papel de entidades representativas dos funcionários da ativa e aposentados do BB, julgam ser importante a participação de todos, patrocinador e associados, na construção de uma proposta sobre a Cassi. Por isso, as entidades protocolaram, nesta quarta-feira, 27 de junho, na Cassi e no Banco do Brasil, um texto que complementa a contraproposta apresentada nos últimos dias pela Caixa de Assistência.

O adendo apresentado pelas entidades traz mais avanços ao documento construído pela Cassi como alternativa à segunda proposta do Banco do Brasil.

Ao receber a contribuição das entidades, a Diretoria da Cassi se mostrou satisfeita com a união de esforços na busca de uma solução em razão das dificuldades vividas pela Caixa de Assistência. 

Os principais ajustes propostos pelas entidades representativas são:

  • Contribuição por dependentes dos aposentados

Atenta a situação financeira difícil pelo qual passa os aposentados, as entidades propõem que a participação pecuniária, deste grupo, com relação à contribuição por dependentes, não seja superior ao valor que venha, eventualmente, ser definido como participação efetiva, por dependente, dos funcionários da ativa. 

  • Reajuste do VRD

O reajuste do VRD seja limitado para aposentados, conforme INPC ou outro índice que venha a ser utilizado pela Previ no reajuste dos respectivos benefícios; e para os ativos, seguindo o mesmo percentual adotado para correção salarial.

  • Taxa de Administração

Por uma questão de isonomia e de justiça, o patrocinador deve remunerar a Cassi com o mesmo percentual da taxa de administração que é paga pelo Cassi Família para a Cassi, ou seja  14%, durante o tempo em que durar o Plano de Associados.

  • Grupo de Dependentes Indiretos (GDI)

Ao invés da antecipação de R$ 450 milhões estimados pela Cassi, referente ao GDI, o mesmo seja acrescido de, pelo menos outros R$ 150 milhões, totalizando o montante razoável de R$ 600 milhões.  Esse valor deverá ficar indisponível para outras finalidades que não a liquidação de eventos relativos a esse grupamento, favorecendo igualmente e desta forma a solução do problema de insolvência da Cassi, ora constatado.

As entidades entendem que com a aprovação de uma solução imediata, que dê fôlego à Cassi, será possível discutir ações de curto e médio prazo, adotando as medidas para viabilizar a votação pelo corpo social.

Por fim, as entidades rogam pela responsabilidade dos dirigentes de entidades e do BB nas discussões e debates de propostas que ponham fim à angústia vivida por todos os funcionários da ativa, aposentados, pensionistas, dependentes e demais familiares, com relação a Cassi.

CLIQUE AQUI E FAÇA DOWNLOAD DO ADENDO FEITO PELAS ENTIDADES QUE FOI ENTREGUE AO BB

CLIQUE AQUI E FAÇA DOWNLOAD DO ADENDO FEITO PELAS ENTIDADES QUE FOI ENTREGUE À CASSI

Veja abaixo um comparativo entre a 2º proposta do BB e a contraproposta da Cassi 

Fonte: Agência ANABB