× Modal
< Voltar


Cassi

Qual o futuro queremos para a Cassi?

Dirigentes e ex-dirigentes da Cassi, representantes do BB e de entidades do funcionalismo se reuniram na sede da ANABB para tratar do futuro da Cassi


Em 08.05.2018 às 19:03 Compartilhe:

A ANABB promoveu, nesta terça-feira (8/5), em Brasília, uma reunião para tratar sobre o futuro da Cassi. Participaram da reunião ex-presidentes, ex-diretores e diretores atuais da Cassi, além de representantes de entidades do funcionalismo e dirigentes do Banco do Brasil.

O objetivo do encontro foi reunir pessoas de notório saber, que têm expertise sobre Cassi, para analisar os impactos da Proposta feita pelo Banco, bem como alinhar posicionamentos que serão discutidos com o BB.

“Conseguimos reunir um grupo importante e histórico na ANABB. Para essa reunião, tivemos a participação de 6 ex-presidentes e 6 ex-diretores da Cassi, e vários colegas que contribuíram para a construção de uma entidade que é referência em Saúde que é a nossa Cassi”, disse o  presidente da ANABB, Reinaldo Fujimoto.

Entre os convidados estavam os ex-presidentes da Cassi Antonio Sergio Riede, Carlos Célio de Andrade Santos, Carlos Eduardo Leal Neri, Hayton Jurema da Rocha, João Alfredo Leite de Miranda e Sérgio Iunes; os ex-diretores da Cassi Carlos Emílio Flech, Cláudio Garcia Munhoz, Douglas Scortegagna, Geraldo ABC, Graça Machado e José Antonio Diniz de Oliveira; além dos atuais diretores da Caixa de Assistência Humberto Almeida e Luiz Satoru, recém eleito; o ex-gerente executivo da Cassi Job Silva Junior; os representantes do BB Emerson Luis Zanin, João Batista Gimenez Gomes e Paulo César Neto; a ex-presidente da AAFBB Célia Larichia e a atual presidente Loreni de Senger; a presidente da FAABB Isa Musa de Noronha; o diretor da Contec Gilberto Vieira; o representante da Contraf/CUT Wagner Nascimento; além dos membros da diretoria da ANABB Reinaldo Fujimoto, Haroldo do Rosário Vieira, João Botelho, e Valmir Canabarro, representante do GAT Saúde/ANABB.

O presidente da ANABB abriu a reunião mostrando o empenho e esforço da Associação em buscar alternativas para a Cassi. Em seguida, houve exposição, pelo Banco do Brasil, das propostas apresentadas recentemente em mesa de negociação. De acordo com Gimenez, a Cassi ainda passa por sérios problemas e sofre até mesmo risco de intervenção pela ANS. O representante do Banco esclareceu dúvidas dos presentes, e reforçou que a proposta a ser apresentada para os associados, contemplará as contribuições das entidades representativas.

“Para todos, inclusive para o Banco, é importante preservarmos a Cassi. Já efetuamos a segunda parcela da contribuição patronal, relativo ao 13º salário, para evitar uma possível intervenção pela ANS”, destacou João Batista Gimenez Gomes, representante do Banco do Brasil.

Ainda pela manhã, os representantes do Banco do Brasil se retiraram da reunião para que o grupo pudesse dar prosseguimento aos debates.

No período da tarde, os participantes debateram sugestões e propostas de encaminhamento. O grupo levou em consideração que é necessário construir uma proposta completa para a sustentabilidade da Cassi, e não apenas apresentar uma contraproposta sobre o que já foi feito pelo Banco do Brasil. A ideia é construir uma proposta viável, plausível, aceitável, que leve em consideração a realidade dos associados e da Cassi.

Houve consenso entre os participantes de que nada será feito a “toque de caixa”. Foi criado um grupo que debaterá os pontos que merecem atenção com relação ao futuro da Cassi. O objetivo é elaborar um documento que contemple sugestões que não impactem negativamente na vida das pessoas que dependem da Cassi.

A ANABB coordenará as discussões e dará informações aos associados tão logo tenha novidades, a fim de deixar todos os interessados a par das discussões que ocorrerem sobre a atual situação da Cassi.

Veja mais na galeria

Participantes reunidos
1 de 23
Fonte: Agência ANABB