× Modal
< Voltar


ANABB

OUTUBRO ROSA: Entre de peito nessa luta

A ANABB participa e estimula a prevenção ao câncer de mama


Em 27.10.2017 às 11:40 Compartilhe:

A ANABB somou esforços no movimento conhecido como Outubro Rosa, que tem o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama e promover a conscientização sobre a importância da detecção precoce da doença. Durante todo o mês de outubro, as funcionárias da Associação usaram a camiseta alusiva à campanha que apresentou o título sugestivo “Entre de peito nessa luta”. A Associação também divulgou informações sobre esse tipo de câncer e como prevenir em seu boletim interno.

Origem do Outubro Rosa

O Outubro Rosa é um movimento internacional que teve início em 1997, nos Estados Unidos, e foi ganhando o mundo como uma forma de conscientização acerca da importância de um diagnóstico precoce e de alerta para a grande quantidade de mortes relacionadas com essa doença.

O símbolo da campanha é um laço rosa, que foi feito, inicialmente, pela Fundação Susan G. Komen e distribuído na primeira corrida pela cura do câncer de mama em 1990. Esses laços rosas popularizaram-se e foram usados posteriormente para enfeitar locais públicos e outros eventos que lutavam por essa causa. Além do laço rosa, muitas cidades passaram a iluminar seus monumentos e prédios públicos com luz rosa para dar maior destaque ao mês da luta contra a doença.

O Câncer de Mama

Esse tipo de câncer é o mais comum entre as mulheres em todo o mundo. O câncer de mama é uma doença caracterizada pelo crescimento rápido e desordenado das células da mama, impedindo que a função inicial delas seja executada de maneira adequada. A doença é normalmente identificada em exames de rotina quando é percebido um nódulo na região dos seios.  

É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias.

Como muitas vezes esses nódulos não podem ser sentidos, o exame mamográfico é a principal forma de diagnóstico e deve ser feito por mulheres entre 50 e 74 anos a cada dois anos. Nas pessoas que apresentam alto risco de manifestação da doença, o rastreamento é feito a partir dos 35 anos, e, entre 40 e 49 anos de idade, se o exame clínico da mama for alterado.

Vale destacar que o câncer de mama tem um índice significativo de cura, chegando a 95% dos casos descobertos precocemente. A principal forma de prevenção é ter uma alimentação saudável, balanceada e rica em alimentos de origem vegetal. A pessoa também deve praticar atividades físicas e incorporar hábitos saudáveis, como não fumar, evitar bebida alcoólica e manter o peso corporal adequado.

Confira o hotsite criado pela Cassi para o Outubro Rosa

Fonte: Ministério da Saúde, Cassi e Brasil Escola