× Modal
< Voltar


ANABB

Atenção! Página falsa tenta roubar dados de clientes do BB

Tentativas de fraudes chegam a quase 800 mil nos primeiros meses do ano


Em 25.07.2017 às 17:14 Compartilhe:

Uma matéria do portal Exame.com alerta para os clientes do Banco do Brasil tomarem cuidado com um site falso que tem sito usado para roubar dados. O endereço do site é atualizarconta.com e ele pede preenchimento de dados bancários e até mesmo o IMEI (número de identificação único) do celular. O golpe é enviado por SMS e pode até convencer os desatentos de sua autenticidade.

Ao portal EXAME.com, o BB informou que não liga ou envia mensagens ou links pedindo senhas dos clientes. O banco também orienta a não informar senhas ou números de cartões em ligações ou links recebidos de páginas que seriam da instituição. Casos semelhantes podem ser reportados por e-mail em abuse@bb.com.br.

“O BB envia SMS exclusivamente pelo 4004-0001 e jamais solicita senhas. O Banco também disponibiliza aos clientes orientações sobre comportamento seguro que estão disponíveis na sua página www.bbseguranca.com.br, e também nas fanpages do Banco do Brasil nas Redes Sociais – Facebook, Youtube e Instagram. Ao tomar conhecimento das mensagens, o Banco denuncia os sites que são utilizados com a finalidade criminosa, para que sejam bloqueados e o conteúdo retirado do ar”, informou o banco, em nota.

Somente no cinco primeiros meses deste ano, o Brasil registrou 782.244 tentativas de fraude, o equivalente a uma ocorrência a cada 16,8 segundos, mostram dados da Serasa Experian divulgados nesta terça-feira (25/7) pela GloboNews. O segmento de telefonia foi o mais visado, com 38,6% dos casos.

Neste tipo de golpe, os criminosos usam indevidamente os dados de consumidores para abrir contas de celulares ou comprar aparelhos. No segmento de telefonia, o golpe é uma “porta de entrada” para outras fraudes de maior valor. Os golpistas costumam comprar telefones para ganhar um comprovante de residência e, assim, abrir contas em bancos para pegar talões de cheque, pedir cartões de crédito e fazer empréstimos bancários em nome de outras pessoas.

Fonte: Agência ANABB