× Modal
< Voltar


Observatórios Sociais

1º Congresso do Pacto pelo Brasil tem ampla repercussão na mídia

Fala do juiz federal Sérgio Moro ganha destaque no primeiro dia do evento


Em 09.05.2017 às 11:47 Compartilhe:

(Matéria atualizada dia 10/5/2017)

A abertura oficial do 1º Congresso do Pacto pelo Brasil foi realizada nesta segunda-feira, 8/5, às 19h, em Curitiba. Na ocasião, a palestra magna foi realizada pelo juiz federal Sérgio Moro, que teve ampla repercussão na mídia. Trechos da fala de Moro foram divulgados nos diversos meios de comunicação, que estiveram presentes no local, com destaque para as ações no combate à corrupção no país com a Operação Lava Jato.

Conforme divulgado pela Veja online, Sergio Moro disse entender que “estamos hoje em uma encruzilhada, talvez saindo de um quadro de corrupção sistêmica, de um quadro de impunidade e irresponsabilidade, para um cenário de menor corrupção e de efetiva responsabilização. Essa responsabilização não está segura e não se faz sem alguma turbulência”. 

A ANABB teve uma participação importante no evento. O presidente da Associação Reinaldo Fujimoto foi chamado ao palco para a abertura oficial, quando teve a oportunidade de se pronunciar. Já o vice-presidente de Comunicação Douglas Scortegagna, foi escolhido para integrar o Conselho Consultivo dos Observatórios Sociais do Brasil (OSB), como representante da ANABB. Em seu discurso, Fuji destacou a importância do voluntariado no trabalho dos Observatórios Sociais e lembrou que a ANABB sempre esteve envolvida com a valorização da Cidadania.

O presidente do OSB, Ney Ribas, fez um discurso emocionado durante a cerimônia de abertura. “O que estamos discutindo vai sim definir novos caminhos para nosso país. O que vamos debater vai sim nos colocar no lugar que nosso país merece”, comentou Ney.

Veja a repercussão na mídia:

Globo

Veja

Estadão

Uol

Balanço parcial

Ao longo do primeiro dia (8/5), foi debatido pontos acerca da gestão empresarial, como no painel “Calamidades na Condução das Empresas”, com a participação de Deltan Dallagnol, procurador da República. Ao palestrar, o procurador abordou possíveis “soluções” na gestão das instituições, que passariam por sistemas de compliance estabelecidos, incentivos para empresas corretas, mais observatórios sociais e a ampliação dos mecanismos de transparência. Outros painéis tiveram o foco na "Eficiência e Boas Práticas em Compliance/Integridade nos Negócios" e um debate sobre uma Agenda Positiva para 2017.

No segundo dia (9/5), a discussão girou entorno da gestão municipal. Os painéis contaram com a presença de alguns dos maiores especialistas brasileiros em gestão municipal, que trouxeram exemplos práticos dos problemas enfrentados pela maioria das prefeituras e iniciativas criativas, gestadas tanto na iniciativa privada quanto no setor público, para contornar esses problemas. De acordo com o inspetor de controle externo do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) Mauro Munhoz, 80% dos municípios brasileiros passam hoje por algum tipo de dificuldade financeira. 

No terceiro dia (10/5), os painéis giraram em torno das discussões: “Controle Oficial das Contas Públicas” e “Entidades de Controle Social”. O evento segue até esta quinta, 11 de maio, quando ocorrem as atividades relacionadas ao 8º Encontro Nacional dos Observatórios Sociais. Nesse dia, serão discutidos os resultados e a atuação dos Observatórios Sociais, palestra com Sephan Garcia, do Open Brazil, Assembleia Geral Ordinária para prestação de contas, Plano de ações conjuntas em 2017, Oficina de boas práticas dos OS e gravação do programa TvOSB de Boas Práticas.

O OSB vai entregar às prefeituras, sem custo, durante o congresso, uma plataforma de pregão eletrônico para realizar licitações com mais transparência e confiabilidade. A ferramenta foi criada pela Mercado Público e Bolsa Brasileira de Mercadorias e apresenta vantagens para o poder público e para as empresas, com acesso à maior base nacional de micro e pequenas empresas do país. O objetivo é facilitar o trabalho nos processos e inibir a corrupção.

Além da entrega da plataforma, acontecerão outros eventos paralelos como o Congresso Digital sobre Transparência e Inteligência na Gestão Pública, workshops sobre Mediação e Arbitragem e sobre Integridade para Pequenos Negócios, lançamento de aplicativos e games que auxiliam na fiscalização do gasto público e assinaturas de novas parcerias. Além de tudo isso, será também realizado o 8º Encontro Nacional dos Observatórios Sociais, que reunirá dirigentes técnicos e voluntários da Rede OSB de 19 estados.

 

Confira a programação completa

 

Para conferir a grade completa do evento e outras informações, acesse: www.pactopelobrasil.osbrasil.org.br

 

Veja mais na galeria

Douglas Scortegagna e Reinaldo Fujimoto na abertura do 1º Congresso do Pacto pelo Brasil
1 de 9
Fonte: Agência ANABB