× Modal
< Voltar


Banco do Brasil

Eleição Caref 2017: começou o segundo turno

Votação segue até a próxima sexta-feira, 24/2


Em 20.02.2017 às 12:19 Compartilhe:

A votação do segundo turno da Eleição Caref 2017 começou nesta segunda-feira (20/2), desde 0h, e segue até a próxima sexta, 24/2, às 23h59, horário de Brasília. Os candidatos que continuam concorrendo ao cargo de Caref são Fabiano Félix e Rosinéia Diana. O debate que seria promovido pela ANABB na semana passada foi cancelado por problemas de saúde da candidata Rosinéia, conforme já noticiado neste site.

Para que os associados possam votar com mais tranquilidade e conhecimento, disponibilizamos abaixo informações sobre cada um dos candidatos, conforme divulgado durante as eleições.

Informações sobre os candidatos (repassadas pela Dipes)


FABIANO FÉLIX DO NASCIMENTO

Serei a voz do pessoal do BB no Conselho de Administração. Atuarei junto com os funcionários e as entidades representativas para interferir positivamente nas decisões estratégicas do banco.
Tenho 41 anos e ingressei no banco há 16.
Sou formado em Física e Direito, com MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria pela FGV. Pós-graduando em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho.
Exerci a gerência média em diversas agências de Recife. Fui assessor empresarial na Coger Contadoria DF. Sou gerente de núcleo na Super PE.
Fui secretário-geral do Sindicato dos Bancários de Pernambuco e membro do Conselho de Usuários da Cassi por dois mandatos.
Em 2010 fui o primeiro associado do Plano Previ Futuro a ser eleito para o Conselho Fiscal da Previ, órgão que presidi até 2014.
Em 2014 fui eleito para o Conselho Deliberativo da Cassi, órgão que presido e onde coordenei a aprovação das soluções para a situação financeira do Plano de Associados.
A experiência adquirida nestas entidades valerá muito na gestão do Caref.
Conto com o apoio de mais de cem sindicatos de bancários. Se eleito, vou interagir constantemente com os funcionários, buscar sugestões, detectar as dificuldades e demandas e encaminhá-las à administração do banco. As entidades representativas terão papel importante para identificar as maiores preocupações dos funcionários.
Conheça minhas principais linhas de atuação:
Levar a voz dos funcionários à alta administração do banco
Por respeito e valorização dos funcionários
Por uma política de equidade de gênero no BB
Exigir respeito aos funcionários todo dia e nas reestruturações
Que o orçamento do banco leve em conta as sugestões dos colegas das unidades
Defender o BB como instituição pública a serviço da sociedade
Fortalecer o BB como principal agente de crédito a empresas, pessoas e investimento produtivo.
Estabelecer políticas para que o BB atue na retomada do crescimento econômico com geração de emprego e renda.


ROSINÉIA DIANA BALBINO

UMA NOVA VOZ NO BB!
ROSINÉIA DIANA BALBINO estava Gerente de Relacionamento na Agência Paiçandu (PR) no primeiro turno e agora, por conta da reestruturação, está Gerente de Relacionamento na agência Maringá (PR).
Formada em Administração Pública, possui MBA em Gestão de Pessoas e cursa pós graduação em Gestão Empresarial.
Com participação ativa nas entidades de funcionalismo, é diretora Eleita da APABB - Associação de Pais, Amigos e Pessoas com deficiência, de funcionários do Banco do Brasil e da Comunidade, para o mandato 2017/2018. Na ANABB, participou como coordenadora do Grupo de Assessoramento Cidadania e Responsabilidade Socioambiental, entre 2012 e 2015.
Participou do Conselho de Usuários da Cassi, e como voluntária em diversos projetos sociais, inclusive o Projeto Visão de Liberdade, ganhador do Prêmio ODM/PNUD com reconhecimento da ONU.
Eixos da candidatura:
Manter um canal permanente de diálogo com o funcionalismo para a troca de informações, sugestões, encaminhamento e resolução de nossas demandas;
Ampliar a participação das mulheres na alta gestão do banco;
Defender o papel público e de responsabilidade sócio ambiental do BB;
Ampliar a discussão sobre as inovações e inclusão digital;
“Tenho vivência no universo do funcionalismo BB, de suas entidades e de suas peculiaridades. Trabalhei em várias unidades e participei ativamente de vários momentos importantes de mudanças no BB, entendendo suas diversidades, incluindo a de gênero e pessoas com deficiência.
Pretendo atuar fazendo a diferença como mulher com deficiência, na história do CAREF, pois minhas limitações nunca me paralisaram e sempre defendi realizações coletivas.
Nossa campanha é independente de Centrais Sindicais e de Partidos Políticos, sendo que o nosso compromisso é com o funcionalismo do Banco do Brasil.
Por isso, peço o voto de vocês nas eleições para o CAREF”

Quem pode votar

Estão aptos a votar os funcionários da ativa, com contrato de trabalho com o BB vigente no dia 8/12/16 e cujo vínculo se mantém até o momento da votação, conforme rege o Regulamento Eleitoral. Apesar de os aposentados não poderem votar, podem participar da eleição estimulando os colegas da ativa a exercitarem seus votos.

Para sua reflexão, registramos o resultado do primeiro turno: dos aproximadamente 100 mil eleitores aptos a votar, o número de votos brancos (16.191) somados aos nulos (21.755) superaram o total de votos válidos (29.443).

Como será feita a votação

A votação ocorre em sistema eletrônico disponibilizado pelo Banco. 

Quem será o eleito

O vencedor do segundo turno será aquele candidato que obtiver a maioria dos votos válidos, excluídos os votos em branco e os votos nulos.

Qual o papel do Caref

O papel do Caref é ser o representante dos funcionários no Conselho de Administração do Banco do Brasil. Entre suas atribuições está a fiscalização da execução da política geral de negócios e de serviços do BB. O Conselho de Administração é composto de 8 membros, sendo 5 indicados pelo governo, 2 pelos acionistas minoritários e mais um eleito pelos funcionários. O Caref participa de todas as decisões, exceto daquelas que dizem respeito a remuneração e benefício dos funcionários. 

Veja o Calendário Eleitoral

Confira o Regulamento Eleitoral

Confira o Edital

 

Fonte: Agência ANABB