× Modal
< Voltar


Banco do Brasil

Banco do Brasil anuncia plano de reestruturação

De acordo com o banco as medidas foram aprovadas pelo conselho de administração e deverão ser implementadas ao longo de 2017


Em 28.11.2016 às 17:47 Compartilhe:

O Banco do Brasil anunciou na noite do último domingo (20/11), por meio de fato relevante, um conjunto de medidas para reorganização institucional que prevê a desativação de 402 agências, além de um Plano Extraordinário de Aposentadoria Incentivada (PEAI). De acordo com o banco as medidas foram aprovadas pelo conselho de administração e deverão ser implementadas ao longo de 2017.

De acordo com o fato relevante, "A rede de atendimento será reorganizada de forma a adequar-se ao novo perfil e comportamento dos clientes, com aproveitamento de sinergias, a otimização de estruturas e a ampliação de serviços digitais (criação de 34 escritórios de negócios digitais)". No total 379 agências serão transformadas em postos de atendimentos (PA). A economia anual com despesas administrativas (exceto pessoal) é estimada em R$ 750 milhões.

Sobre o Plano Extraordinário de Aposentadoria Incentivada (PEAI), o presidente do Banco do Brasil, Paulo Caffarelli, afirmou em entrevista nesta segunda-feira (21) que a economia anual pode chegar a R$ 3.798 bilhões, caso os 18 mil funcionários habilitados optem por deixar o banco em troca de benefícios.

A adesão ao plano precisa ser feita até o dia 9 de dezembro. O incentivo para esses funcionários em condições de se aposentarem até o dia 31 de dezembro é de 12 salários, podendo chegar a 15 dependendo do tempo que ele está trabalhando no banco.

O plano vai convidar também 6 mil funcionários para reduzirem a jornada de trabalho de 8 para 6 horas diárias. Com essa redução, o salário equivale a 83,75% do atual. Apesar da queda geral do salário, quem adere recebe 12% a mais pela hora trabalhada.

A ANABB acompanha com atenção as medidas anunciadas pelo Banco do Brasil, e manterá os associados informados.

Fonte: Agência ANABB, com informações do G1