× Modal
< Voltar


ANABB

Diretores Regionais reúnem-se em Brasília para planejamento estratégico

Os Diregs tiveram ainda a oportunidade de ter, logo na abertura do evento, um bate-papo com o presidente da Previ Gueitiro Matsuo Genso


Em 26.10.2016 às 12:45 Compartilhe:

Os Diretores Regionais (Diregs) da ANABB de todo o país reúnem-se nesta sexta-feira (14/10) em Brasília/DF com o objetivo de discutirem as propostas de atividades para o ano de 2017 e debater estratégias com os diretores da Associação. Os Diregs tiveram ainda a oportunidade de ter, logo na abertura do evento, um bate-papo com o presidente da Previ Gueitiro Matsuo Genso. Quatro membros do Conselho Deliberativo da ANABB também foram convidados para contribuir com o evento, Célia Larichia, Isa Musa, Graça Machado e Nilton Brunelli. 

O presidente da ANABB, Reinaldo Fujimoto, fez a abertura do evento dando boas vindas a todos. O vice-presidente de Relações Institucionais da Associação, João Botelho, disse que estava muito feliz em receber os Diregs e disse que esse evento era fruto do trabalho de toda uma equipe. Em seguida, Fuji chamou Gueitiro para sua apresentação. 

O presidente da Previ falou que esse momento era muito importante, pois abre espaço para que se leve a informação de forma direta. Em seguida, falou sobre uma pesquisa feita com os associados, onde foi evidenciado que os que eles mais querem é transparência na Instituição. Em função disso, Gueitiro disse que foi criado o hotsite “resultado” com todas as informações que a Previ tem recebido de demanda das pessoas. O hotsite contém todos os relatórios anuais da Previ desde 1997, as despesas administrativas e apresenta todas as empresas em que a Caixa de Previdência tem participação acionária. 

Segundo Gueitiro, no hotsite estará os resultados mensais dos planos da Previ. Assim, ele mostrou a rentabilidade do ano até agosto/2016, quando a Instituição alcançou R$ 2,64 bilhões de superávit. A partir desse dado, ele falou que “não dá para assustar os colegas com o déficit, dizendo que é consequência de roubo, como acontece com outras empresas. O déficit da Previ é fruto da desvalorização de ativos”. Gueitiro afirmou ainda que está sendo desenvolvido um plano de equacionamento do déficit atual. Mas é um plano de médio prazo, que levará a Previ a zerar o déficit e a ter uma maior rentabilidade. 

O presidente da Previ comentou também sobre outros temas como o Empréstimo Simples, quando disse que “temos um grande grupo de colegas que acaba recorrendo ao empréstimo para cobrir despesas mensais”. Com relação à Operação Greenfield, ele disse que simplesmente somaram todos os déficits dos fundos de pensão e colocaram como resultado de roubo. Mas essa não é a realidade da Previ. Segundo ele, a Previ está sendo investigada nessa Operação pelos investimentos feitos na Sete Brasil, no fundo Global Equity e na Invepar.

Após sua apresentação, os Diregs puderam fazer diversas perguntas para o presidente da Previ, que respondeu a todos de forma tranquila. Uma das perguntas estava relacionada à possibilidade de demissão voluntária de 18 mil funcionários do BB, de como isso poderia afetar a Previ. Gueitiro, disse que não haveria nenhum impacto financeiro negativo na Instituição se isso acontecesse. “Vamos receber de braços abertos esses 18 mil colegas”, comentou. Questionado quanto à implantação do Teto, ele disse que o tema deve ser debatido nas reuniões de outubro e novembro. 

Sobre a participação da Previ na Vale, Gueitiro enfatizou que a empresa tem uma posição confortável, pois está junto com um grande banco privado, e a Mitsue, uma empresa internacional conceituada. 

Planejamento Estratégico 
Na segunda parte da manhã, o vice-presidente João Botelho discutiu com os Diretores Regionais sobre a comunicação feita com os associados e entre eles e a Associação. “Todos devem compartilhar as melhores experiências dos canais de comunicação que utilizam”, disse Botelho. Além disso, foi falado sobre o papel dos Diregs e seu relacionamento com entidades e o Banco do Brasil e foram levantadas as sugestões para o Planejamento Estratégico, com a análise das demandas dos Diregs e o direcionamento da Vice-presidência para a elaboração conjunta de um anteprojeto do planejamento. 

Veja mais na galeria

Reinaldo Fujimoto e João Botelho durante abertura do evento
1 de 4
Fonte: Agência ANABB