× Modal
< Voltar


ANABB

Câncer de mama: vamos falar sobre isso?

A campanha deste ano, tem enfatizado a importância da mulher conhecer o seu corpo e ficar atenta a qualquer alteração, principalmente nas mamas


Em 25.10.2016 às 15:00 Compartilhe:

Mundialmente, o mês de Outubro é dedicado à luta contra o câncer de mana e procura estimular a participação da sociedade nas questões relativas à doença que mais acomete as mulheres no mundo. Há alguns anos, a ANABB adere à campanha incentivando as associadas e funcionárias a participarem do movimento, fazendo exames de prevenção e monitoramento. Para chamar a atenção para a iniciativa, as redes sociais da ANABB (facebook e twitter) também farão alertas da campanha durante todo o mês.

Desde 1990, o movimento conhecido como Outubro Rosa estimula a participação da população no controle do câncer de mama. A campanha tem forte apoio do Instituto do Câncer (INCA), do Ministério da Saúde, e tem o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar mais acesso ao diagnóstico, tratamento e reduzir a mortalidade. 

A campanha deste ano, tem enfatizado a importância da mulher conhecer o seu corpo e ficar atenta a qualquer alteração, principalmente nas mamas, além disso, pretende reforçar a necessidade das mulheres de 50 a 69 anos realizarem o exame da mamografia.

Os números de casos de câncer de mama são assustadores em todo o mundo. Segundo o INCA, somente para o Brasil, são esperados 57.960 novos casos de câncer de mama em 2016. Esse é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres, depois do câncer de pele não melanoma. 

Como prevenir o câncer de mama
Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados, com hábitos saudáveis como:

  • Praticar atividade física regularmente;
  • Alimentar-se de forma saudável;
  • Manter o peso corporal adequado;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Amamentar.

Principais sintomas

  • Caroço (nódulo) fixo, endurecido e geralmente indolor;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Alterações no bico do peito (mamilo);
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
  • Saída espontânea de líquido dos mamilos.

ANABB NO OUTUBRO ROSA
Como forma de chamar atenção para a importância da luta contra o câncer de mama, a ANABB também preparou uma mobilização interna com as funcionárias. Elas vestiram a camisa da campanha "ANABB no Outubro Rosa" e participaram de diversas ações preparadas pela entidade durante o mês de outubro.

O médico Celso do Amaral Mello Neto, geriatra e proprietário do Hospital Anna Nery e da Medlife, fez uma palestra sobre o câncer de mama no auditório da sede da ANABB, nesta sexta, 21/10, manhã e tarde, em Brasília. Na ocasião, os funcionários participaram com diversas perguntas. As informações foram muito importantes para que todos tomassem consciência sobre as formas de prevenção, diagnóstico e tratamento da doença.

Vale destacar algumas importantes informações repassadas pelo Dr. Celso, como o fato de o câncer de mama não ser uma doença exclusiva feminina, já que um pequeno percentual também atinge os homens. O sexo feminino é mais prevalente porque 75% dos cânceres de mama são hormônio dependentes. Dessa forma, assim como as mulheres, os homens também devem fazer o auto exame de mama e, se perceber algo errado, procurar um médico. 

A incidência desse câncer é maior nas mulheres entre 40 e 65 anos, especificamente é superior após os 50 anos, com a chegada da menopausa, associada ao aumento de peso. Quem tem casos na família também tem maior fator de risco e deve começar a prevenir bem mais cedo, realizando a mamografia a partir dos 30 anos. Outros fatores de risco são a menstruação com início antes dos 12 anos e a sua continuidade após os 50, o uso de anticoncepcional, tabagismo, sedentarismo e o fato de não ter filhos ou ser mãe após os 30 anos. 

Para melhor diagnosticar o câncer é indicado o autoexame, fazer mamografia periodicamente, sob orientação médica, ter o acompanhamento de um especialista e, se necessário, fazer uma biópsia. Dr. Celso lembrou que a maioria das lesões identificadas são benignas e “a melhor forma de prevenção é o autocuidado, a consciência de você e de seu corpo. É você se conhecer”. Ao final da palestra, houve sorteio de kits do Grupo Elo e um livro de obras da artista Thomie Othake, ofertado pela One Health. 


 

Fonte: Agência ANABB