× Modal
< Voltar


Previ

Votação do PLP 268/2016 será realizada apenas em agosto

A ANABB continua se mobilizando, no sentido de alinhavar um texto que seja mais compatível com a realidade das instituições


Em 13.07.2016 às 00:00 Compartilhe:


A mobilização da ANABB e demais entidades representativas dos funcionários do BB e fundos de pensão tem mostrado sua força e conseguiu adiar a votação do Projeto de Lei Complementar nº 268/2016 por algumas ocasiões. A conjuntura da Câmara dos Deputados também tem contribuído para isso, como é o caso agora do envolvimento dos deputados, nesta semana, com a eleição do presidente da Casa. Além disso, a partir de sexta-feira, 15/7, começará o chamado “recesso branco”, que é um acordo entre os parlamentares de dar uma pausa nos trabalhos, que somente serão retomados no início de agosto.

Nesse tempo a mais, A ANABB e demais entidades continuam se mobilizando, no sentido de alinhavar um texto para o PLP 268 que seja mais compatível com a realidade das instituições, que promova melhoria na governança, com a manutenção da paridade e da eleição para representantes dos participantes e assistidos.

Nesta segunda, 11/7, a Associação reuniu-se com o deputado JHC (PSB/AL), presidente da Frente Parlamentar dos Fundos de Pensão, que incorporou em seu substitutivo as sugestões da ANABB, quanto à necessidade de paridade em todos os órgãos da administração dos fundos.
Além disso, a ANABB conseguiu marcar reunião com o deputado Jorge Tadeu Mudalen (DEM/SP), vice-líder do governo na Câmara, junto com os demais deputados envolvidos com o tema. Mudalen foi indicado pela liderança do governo para fazer a articulação entre os deputados e as entidades representativas ligadas aos fundos de pensão.

Vale lembrar que as entidades entendem que a emenda que melhor atende aos seus interesses é a 14, de autoria do deputado Arnaldo Faria de Sá, embora outras emendas contemplem também os interesses das entidades. 

CLIQUE AQUI e veja a Emenda 14 do deputado Arnaldo Faria de Sá.

Veja CARTA AOS DEPUTADOS FEDERAIS assinada pela ANABB, AAFBB e FAABB

Fonte: Agência ANABB