× Modal
< Voltar


Observatórios Sociais

Observatório Social de Pelotas elege nova diretoria para o biênio 2016/2018

Há mais de dois anos, a ANABB apoia financeiramente o Ospel com uma ajuda de custo para a manutenção de suas atividades


Em 22.06.2016 às 00:00 Compartilhe:


O Observatório Social de Pelotas (Ospel), no Rio Grande do Sul, elegeu no dia 14 de junho, a nova diretoria para o biênio 2016/2018. Assume a presidência o administrador e mestre em desenvolvimento social, Renato Luiz Tavares de Oliveira, com mandato de dois anos, o novo dirigente terá entre as suas responsabilidades, a fiscalização da aplicação dos recursos públicos da cidade de Pelotas. Durante a Assembleia Geral Ordinária, as contas do exercício de 2015 foram apreciadas e  aprovadas pelos associados.

Também integram a nova diretoria os vice-presidentes Luiz Roberto de Souza Ávila; Juliana Cristina Bittencourt Stainki; Carolina Helena Ennes Schwonke e Meri Rejane Pucinelli Duarte. Para o Conselho Fiscal foram eleitos como titulares, Clóvis Roberto dos Santos Silva; Bárbara Neves de Britto e Henrique Wainer Alves Feijó. Oraída Laroque de Medeiros; Carlos Romeu Soares Penteado e Rosana Sacco dos Anjos dos Santos são os conselheiros suplentes.

Há mais de dois anos, a ANABB apoia financeiramente o Ospel com uma ajuda de custo para a manutenção de suas atividades. Os recursos destinados ao Observatório são  investidos em capacitação da comunidade local, por meio de cursos de educação fiscal, licitação e contratos, com a finalidade de prepará-la para a adequada fiscalização e aplicação dos recursos públicos daquela cidade gaúcha.

O Observatório Social
O OS é um espaço democrático e apartidário, que reúne o maior número de entidades representativas da sociedade civil em sua estrutura. A entidade, que conta com o trabalho de muitos voluntários, tem como objetivo contribuir para a melhoria da gestão pública, atuando em favor da transparência e da qualidade na aplicação dos recursos públicos. A Rede de Observatórios Sociais do Brasil está presente em 103 cidades, de 18 estados brasileiros.



Fonte: Agência ANABB, com informações do OSB