× Modal
< Voltar


Banco do Brasil

Banco do Brasil anuncia lucro líquido de R$ 14,4 bilhões em 2015

No quarto trimestre o lucro líquido do BB atingiu R$ 2,512 bilhões, queda ante os R$ 2,959 bilhões no mesmo período de 2014


Em 25.02.2016 às 00:00 Compartilhe:


O Banco do Brasil registrou lucro liquido de R$ 14,4 bilhões no ano de 2015, o que representa um acréscimo de 28% em relação ao ano anterior que foi de R$ 11,24 bilhões.

No quarto trimestre o lucro líquido do BB atingiu R$ 2,512 bilhões, queda ante os R$ 2,959 bilhões no mesmo período de 2014. O lucro por ação do BB alcançou R$ 5,05 em 2015. A remuneração aos acionistas foi de R$ 5,7 bilhões no ano. Somente no quarto trimestre o valor por ação foi de R$ 0,89.

Confira outros dados do Balanço do BB anunciados na manhã desta quinta-feira (25/02):

Resultado Estrutural cresce 17,2% em 2015
O resultado ajustado no ano, antes de impostos e provisões, totalizou R$ 43,5 bilhões e confirma geração sustentável de negócios, melhoria contínua da Margem Financeira Bruta e diversificação nas rendas de tarifas.

Crédito às Pessoas cresce em linhas de menor risco
A Carteira finalizou 2015 com saldo de R$ 193,2 bilhões, com crescimento de 7,5% em 12 meses. As linhas de menor risco (Crédito Consignado, CDC Salário, Financiamento de Veículos e Crédito Imobiliário) continuam expressivas, alcançando 75,9% do total da carteira orgânica. O BB atingiu 24,2% de market share no Crédito Consignado. A carteira é concentrada em operações com servidores públicos, além de aposentados e pensionistas do INSS. Destaque para o desembolso recorde no Crédito Salário, que atingiu R$ 14,5 bilhões e crescimento de 29,8% no ano.

Crédito às Empresas alcança R$ 372 bilhões
Confirmando o compromisso com as empresas brasileiras, o crédito neste segmento alcançou R$ 372 bilhões, 5,0% maior na comparação anual. O desembolso em financiamentos para investimentos atingiu R$ 41,5 bilhões.

Crédito Imobiliário alcança R$ 49,1 bilhões
O Crédito Imobiliário atingiu saldo de R$ 49,1 bilhões em dez/15, crescimento de 26,6% em relação ao mesmo período de 2014. O financiamento às empresas cresceu 15,9% em um ano, atingindo saldo de R$ 11,9 bilhões e o financiamento às pessoas físicas evoluiu 30,5% no mesmo período, alcançando saldo de R$ 37,2 bilhões.

Controle da Inadimplência, que segue abaixo do SFN
O índice de operações vencidas há mais de 90 dias representou 2,38% da carteira de crédito classificada, inferior ao patamar do SFN, que registrou 3,4%. A qualidade da carteira de crédito do BB é evidenciada pela concentração de 92,9% das operações na faixa de risco AA-C, aliada à maturidade no relacionamento. Os clientes com tempo de relacionamento com o BB superior a 5 anos, representam 87,7% do saldo da carteira pessoa física e 75,8% da carteira MPE.

Fonte: Agência ANABB