× Modal
< Voltar


Observatórios Sociais

ANABB presente no lançamento do Observatório Social de Taubaté (SP)

A Associação apoia a iniciativa e patrocina a implantação desse e de outros OS


Em 04.08.2015 às 00:00 Compartilhe:


O Observatório Social do Brasil (OSB) realizou, no dia 3 de agosto, a Assembleia Geral de constituição do Observatório Social (OS) de Taubaté, em São Paulo. A ANABB marcou presença no evento, por meio de seu vice-presidente de Comunicação, Douglas Scortegagna. A Associação apoia a iniciativa e patrocina a implantação desse e de outros OS em diversas cidades.

A Assembleia e constituição do OS de Taubaté contou com a participação de mais de 130 pessoas da sociedade civil, entre empresários, dirigentes de entidades de classe, servidores públicos, professores e estudantes. Na ocasião, foi escolhida a primeira diretoria do OS. 
 
Douglas Scortegagna comentou que “cada Observatório Social é integrado por cidadãos brasileiros que transformaram o seu direito de indignar-se em atitude, em favor da transparência dos atos públicos e da qualidade na aplicação dos recursos públicos e, por consequência, em favor de uma sociedade mais próspera”.

A presidente do OS local, Rogéria Maria Nogueira Ferreira, disse que “o OS é uma ferramenta muito importante para a ação cidadã dos habitantes de Taubaté, pois ele pode colaborar para a melhoria da gestão pública”. Rogéria também agradeceu o apoio da ANABB. “Estamos bastante gratos porque a ANABB ajudou a viabilizar o Observatório Social neste momento”. Ela ainda agradeceu o apoio de outras entidades e da sociedade civil, o que contribui bastante com o trabalho do OS. 

Vale destacar que, com a parceria firmada entre a ANABB e o Observatório Social do Brasil é garantida uma ajuda de custo para a estruturação e manutenção do OS por um período definido em um Termo de Cooperação.

A ANABB conclama colegas da ativae, particularmente, aposentados com experiência em auditoria, contabilidade, advocacia, entre outras atividades, a se colocarem à disposição dos Observatórios Sociais de suas cidades, na condição de voluntários a fim de colaborara para melhor acompanhamento dos gastos públicos e, assim, legar às futuras gerações um futuro muito melhor.


Fonte: Agência ANABB