× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

Resultados da reunião do Conselho Deliberativo

A Diretoria Executiva está encomendando os pareceres solicitados pelo Conselho


Em 23.12.2014 às 00:00 Compartilhe:


O Conselho Deliberativo da ANABB (CONDE), reunido em 15.12.2014, apreciou as propostas de Planejamento Estratégico para 2015, Remanejamento Orçamentário de 2014 e Orçamento para 2015, apresentadas pela Diretoria Executiva. Dos 21 integrantes do CONDE, apenas o conselheiro Luiz Antônio Careli esteve ausente, por motivo de doença.

Em carta que a Diretoria Executiva recebeu em 22.12, o presidente do CONDE João Botelho informou os resultados da reunião:


• O Planejamento Estratégico da ANABB para 2015, após ajustes propostos por conselheiros, foi aprovado por maioria, com apenas uma abstenção;

• A proposta de Remanejamentos Orçamentários do Exercício de 2014, após ser revisada para contemplar alterações apresentadas por conselheiros, foi aprovada com 10 votos favoráveis (Cláudio Lahorgue, Gilberto Santiago, Ilma Peres, Isa Musa, João Botelho, José Branisso, Luiz Oswaldo, Goretti Barone, Mário Tatsuo e Paula Goto) e 9 votos contrários (Ana Landin, Augusto Carvalho, Cláudio Zucco, Denise Vianna, Emílio Rodrigues, Graça Machado, Mércia Pimentel, Nilton Brunelli e William Bento). Estava presente na reunião, porém, ausente no momento desta votação a conselheira Cecília Garcez;

• A proposta de Orçamento para 2015 deu origem a intenso debate no CONDE. Segundo a correspondência do presidente do Conselho Deliberativo, primeiro houve discussão sobre as provisões da ANABB. Nesta etapa, foi aprovada proposta da conselheira Graça Machado, que determinou aumentar o valor das provisões e desconsiderar algumas receitas de 2015 como disponíveis.  Assim, como consequência, será necessário diminuir os recursos disponíveis para o orçamento de 2015 da entidade. Esta proposta contou com 10 votos favoráveis (Ana Landin, Augusto Carvalho, Cecília Garcez, Cláudio Zucco, Denise Vianna, Emilio Rodrigues, Graça Machado, Mércia Pimentel, Nilton Brunelli e William Bento) e 9 votos contrários (Cláudio Lahorgue, Gilberto Santiago, Isa Musa, João Botelho, José Branisso, Luiz Oswaldo, Goretti Barone, Mário Tatsuo e Paula Goto). Absteve-se a conselheira Ilma Peres;

• Como decorrência da decisão anterior, o presidente do CONDE propôs aprovar a proposta orçamentária para 2015, recomendando que a Diretoria Executiva – observada a redução de receita a ser considerada – faça a revisão da Programação Orçamentária e a encaminhe para todos os conselheiros, para conhecimento e acompanhamento. O conselheiro que discordar dos ajustes efetuados pela Diretoria poderá, segundo o presidente do CONDE, “submeter seu inconformismo, de forma pontual e fundamentada, à apreciação do colegiado que, por maioria, poderá referendar a proposta de mudança sugerida pela DIREX ou determinar correções”. Esta proposta teve 9 votos favoráveis (Gilberto Santiago, Ilma Peres, Isa Musa, João Botelho, José Branisso, Luiz Oswaldo, Goretti Barone, Mário Tatsuo e Paula Goto) e 9 votos contrários (Ana Landin, Cláudio Zucco, Cláudio Lahorgue, Denise Vianna, Emílio Rodrigues, Graça Machado, Mércia Pimentel, Nilton Brunelli e William Bento). Com o empate, conforme previsto no artigo 26 do Estatuto da ANABB, foi considerada vencedora a proposta que contou com o voto do presidente do Conselho. Estavam presentes à reunião, porém ausentes do momento desta votação, os conselheiros Augusto Carvalho e Cecília Garcez;

• Em seguida, o conselheiro José Branisso propôs recomendar à Diretoria que a implementação da decisão do Conselho de elevar as provisões seja precedida de consultas/pareceres da área jurídica e da área contábil, “como forma de acercar-se de cautelas quanto à sua exação”. Após novas discussões, a proposta foi aprovada com 17 votos favoráveis e uma abstenção. Estavam presentes à reunião, mas ausentes no momento desta votação, os conselheiros Augusto Carvalho e Cecília Garcez.

A Diretoria Executiva já está procedendo aos ajustes no Orçamento para 2015 e encomendando os pareceres solicitados pelo Conselho Deliberativo.

Fonte: Agência ANABB