× Modal
< Voltar


Banco do Brasil

Vice-presidente do BB é nomeado para cargo no Ministério da Fazenda

Paulo Rogério Caffarelli terá como missão reaproximar o governo do setor privado


Em 06.02.2014 às 00:00 Compartilhe:

 

O vice-presidente de Atacado, Negócios Internacionais e Private Bank do Banco do Brasil, Paulo Rogério Caffarelli, assumirá um dos mais importantes postos do Ministério da Fazenda. O economista ocupará o cargo de secretário-executivo da pasta nomeado pelo ministro Guido Mantega nesta quinta-feira, 6 de fevereiro.  A nomeação será publicada nos próximos dias no Diário Oficial da União (DOU).

Atualmente, a vaga estava interinamente ocupada por Dyogo Oliveira desde a saída do economista Nelson Barbosa do cargo, em junho do ano passado. Dyogo continuará na cúpula do ministério como secretário executivo-adjunto para auxiliar na interlocução com o Congresso Nacional.

Como braço direito do ministro Guido Mantega, Caffarelli terá como missão reaproximar o governo da presidente Dilma Rousseff do setor privado, tendo em vista o cenário financeiro que vive um dos piores momentos dos últimos anos com a combinação de baixo crescimento econômico e piora das contas públicas.

A primeira missão será tentar atrair capital privado, doméstico e principalmente do exterior, para investimentos em infraestrutura, assumindo em parte o papel hoje desempenhado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Nesse sentido, a nomeação visa aproveitar o trânsito de Caffarelli nos meios empresarial e financeiro, especialmente na formatação de grandes projetos, como os de infraestrutura.

De acordo com a assessoria de imprensa do BB, a instituição ainda não definiu quem será o substituto de Caffarelli.

Currículo
Caffarelli tem 48 anos, é graduado em Direito, com Pós-Graduação em Comércio Exterior, Direito no Comércio Internacional, Finanças e Direito Societário e Mestrado em Economia pela Universidade de Brasília. Iniciou sua carreira no BB como menor aprendiz, exerceu cargo de gerente executivo na Diretoria de Distribuição, Diretor de Logística, Diretor de Marketing e Comunicação; também ocupou o cargo de Diretor de Novos Negócios de Varejo.

Como vice-presidente de Negócios de Varejo, ajudou a implementar a política de crédito no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele esteve também à frente do financiamento às concessões durante sua gestão no Banco do Brasil e foi considerado competente no diálogo com as grandes empresas.

 

Fonte: Agência ANABB