× Modal
< Voltar


Cassi

Cassi inicia projeto piloto em parceria com o Hospital Albert Einstein

Projeto possibilita que o paciente tenha segunda opinião de especalistas para cirurgias de coluna vertebral


Em 28.11.2013 às 00:00 Compartilhe:


A Diretoria Executiva da ANABB recebeu nesta quinta-feira (28/11), a visita da Diretora de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes da Cassi, Mirian Fochi. Durante a reunião a diretora da Cassi apresentou para o presidente,  Sergio Riede e para o vice-presidente de Comunicação, Douglas Scortegagna o Projeto Locomotor.

O Projeto é uma parceria da Caixa de Assistência com o Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, para a emissão de parecer médico para patologias de coluna vertebral. Inicialmente, o projeto será realizado somente  na grande São Paulo e com o tempo será estendido aos demais estados do país.

“O nosso objetivo não é somente reduzir custos com tratamentos cirúrgicos, mas sim evitar procedimentos desnecessários. Queremos que o nosso associado seja submetido a cirurgias somente quando não houver alternativa, estamos pensando acima de tudo na qualidade de vida dele”, afirma Mirian Fochi.

O Hospital, que é referência nacional em tecnologia médica de ponta, oferecerá aos participantes uma segunda opinião quando houver a indicação cirúrgica de outros profissionais credenciados da Rede Assistencial da Cassi, podendo confirmar o diagnóstico ou recomendar, quando possível, tratamentos não invasivos, como fisioterapia, hidroterapia e acupuntura. Os associados serão acompanhados por cirurgiões de coluna, ortopedistas e neurocirurgiões, além de terem à disposição um centro de atendimento especializado.

A diretora da Cassi ressalta que o participante não é obrigado a se submeter ao procedimento do Albert Einstein. “Essa segunda opinião não é obrigatória. Eu acredito que os associados vão querer receber uma opinião tão importante antes de se submeter a uma cirurgia. É obrigação da Cassi como gestora de saúde mostrar os caminhos que levam a ter melhor qualidade de vida.”.

Além da apresentação do projeto-piloto, Mirian Fochi ressaltou outras iniciativas que estão sendo realizadas pela Caixa de Assistência para a redução de custos e na busca de mais benefícios para os participantes, como a excelência no relacionamento com o associado, as negociações nacionais para grandes compras, as mudanças no extrato mensal que facilitam a identificação do uso da CASSI pelo participante, entre outros procedimentos que estão sendo implantados.
Como funcionará a parceria

Segundo Mirian Fochi, o procedimento para a avaliação cirúrgica será simples. No momento que a Unidade da Cassi identificar o registro de pedido na Central de Atendimento, ela entrará em contato com o beneficiário para detalhar sobre o Projeto Locomotor. Depois, o participante deverá agendar uma avaliação clínica.

Após a consulta, caso seja identificada a necessidade de cirurgia, de acordo com os critérios do Projeto, é possível optar pela continuidade do tratamento ou realizar cirurgia no Albert Einstein ou com o médico de confiança. Nos casos em que não houver atestado de indicação cirúrgica, também será possível prosseguir com os outros tratamentos (fisioterapia, acupuntura, hidroterapia) no Hospital ou na rede credenciada da Cassi.

Não serão todas as cirurgias que serão submetidas a uma segunda opinião, somente aquelas em que os médicos da CliniCassi identificarem a necessidade dessa iniciativa.

Fonte: Agência ANABB