× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

Greve dos Bancários chega ao fim na maioria das cidades do país

A nova proposta eleva para 8% o índice de reajuste sobre os salários e as verbas, para 8,5% o piso salarial


Em 11.10.2013 às 00:00 Compartilhe:


Atualizado dia 14/10 às 9h35

De acordo com levantamento realizado pela Contraf-Cut, a maioria das assembleias realizadas na sexta-feira (11/10) aprovaram tanto a proposta dos bancos quanto os acordos específicos do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. As cidades de Brasília, Porto Alegre, Florianópolis, Pará, Acre, Guarulhos, Blumenau, Santa Maria (RS), Pelotas (RS) e Litoral Norte (RS) realizam assembleias na tarde desta segunda-feira, 14 de outubro, para decidir o fim da greve.

A proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) eleva para 8% o índice de reajuste sobre os salários, para 8,5% as verbas do piso salarial e 10% sobre o valor fixo da regra básica e sobre o teto da parcela adicional da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). A proposta também eleva de 2% para 2,2% o lucro líquido a ser distribuído na parcela da PLR.

O acordo incluiu ainda mais três cláusulas que são: a proibição dos bancos de enviarem mensagens aos celulares dos bancários cobrando o cumprimento de metas, abono-assiduidade de um dia por ano e adesão ao programa de vale-cultura do governo, no valor de R$50,00 por mês.

Os bancários estão em greve desde o dia 19 de setembro, e segundo a Contraf-Cut, mais de 12 mil agências estão fechadas. A compensação dos dias parados será em no máximo uma hora extra diária, de segunda a sexta-feira, até 15 de dezembro.

Veja a proposta específica do BB:

  • Reajuste: 8,0% (1,82% de aumento real).
  • Pisos: novo piso do BB será de R$ 2.104,66 após 90 dias.
  • Auxílio-refeição: de R$ 21,46 para R$ 23,18 por dia.
  • Cesta-alimentação: de R$ 367,92 para R$ 397,36.
  • 13ª cesta-alimentação: de R$ 367,92 para R$ 397,36.
  • Auxílio-creche/babá: de R$ 306,21 para R$ 330,71 (para filhos até 71 meses). E de R$ 261,95 para R$ 282,91(para filhos até 83 meses).
  • PLR regra básica: 90% do salário mais valor fixo de R$ 1.694,00 (reajuste de 10%), limitado a R$ 9.087,49. Se o total apurado ficar abaixo de 5% do lucro líquido, será utilizado multiplicador até atingir esse percentual ou 2,2 salários (o que ocorrer primeiro), limitado a R$ 19.825,86.
  • PLR parcela adicional: aumento de 2% para 2,2% do lucro líquido distribuídos linearmente, limitado a R$ 3.388,00 (10% de reajuste).
  • Antecipação da PLR até 10 dias após assinatura da Convenção Coletiva: na regra básica, 54% do salário mais fixo de R$ 1.016,40, limitado a R$ 5.452,49. Da parcela adicional, 2,2% do lucro do primeiro semestre, limitado a R$ 1.694,00. O pagamento do restante será feito até 3 de março de 2014.
  • Contratações: serão contratados 3 mil bancários até agosto de 2014.
  • PSO/ Caixas: os caixas executivos passarão a pontuar como os demais comissionados na primeira faixa de funções: 1 ponto por dia.
  • Remoção: o tempo de remoção para outras unidades de trabalho passa a ser de 18 meses.
  • Incorporados: mesa temática após 30 dias da assinatura do acordo sobre Cassi e Previ para todos.
  • Plano de Funções: os bancários que aderiram ao plano com jornada de 6 horas e redução de salário poderão continuar fazendo até 20 horas extras por mês, até julho de 2014.
  • Gestores ficam proibidos de enviar torpedos aos celulares particulares dos bancários cobrando cumprimento de resultados.
  • Abono-assiduidade: 1 dia de folga remunerada por ano.
  • Vale-cultura: R$ 50,00 mensais para quem ganha até 5 salários mínimos, conforme Lei 12.761/2012.
  • Prevenção de conflitos no ambiente de trabalho - Redução do prazo de 60 para 45 dias para resposta dos bancos às denúncias encaminhadas pelos sindicatos, além de reunião específica com a Fenaban para discutir aprimoramento do programa.
  • Elevação da licença adoção para homens solteiros (família monoparental) ou com união estável homoafetiva, de 30 para 180 dias.
  • Aumento do valor da bolsa dos estagiários, de R$ 332,00 para R$ 570,00.
  • Abono das horas de ausências, durante a jornada de trabalho, para os funcionários com deficiência, para aquisição, manutenção ou reparo de ajudas técnicas (cadeiras de rodas, muletas, etc), com limite de uma jornada de trabalho por ano.
  • Auxílio educacional para dependentes de funcionário falecido ou que tenha ficado inválido em decorrência de assalto intentado contra o Banco - no limite de R$ 868,00 por mês até 24 anos incompletos, na forma das instruções internas (sem cláusula).
  • Vacina contra a gripe para todos os funcionários (sem cláusula).

Fonte: Agência ANABB