× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

Casos suspeitos de dengue aumentam 279%, de acordo com Ministério da Saúde

Para contribuir com a prevenção, a ANABB disponibiliza uma cartilha com informações de o combate ao mosquito


Em 09.04.2013 às 00:00 Compartilhe:


O número de casos notificados de suspeita de dengue teve aumento de 279% entre 1º de janeiro a 23 de março de 2013, isso em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde. As notificações recebidas nacionalmente passaram de 167,2 mil para 635,1 mil nas 12 primeiras semanas de cada ano.

Apesar do aumento nas notificações, o registro de casos graves diminuiu de 1.316 para 1.243. Já a quantidade de mortes passou de 102 para 108 casos. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante audiência pública realizada no dia 03 de abril na Câmara dos Deputados disse que o aumento dos casos se deve à “descontinuidade das ações de prevenção e controle da dengue durante a mudança de gestão das prefeituras”, segundo a assessoria de imprensa do MS.

Atualmente, oito estados concentraram 84,6% do total de casos no começo deste ano: Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso e Espírito Santo. A pior situação, segundo o governo, ocorre em Mato Grosso do Sul. Enquanto em todo o país a incidência de casos é de 105,5 para cada grupo de 100 mil habitantes, no estado, a taxa sobe para 1.677,2 casos a cada 100 mil habitantes. O estado vive uma epidemia da doença, assim como Goiás, Acre, Mato Grosso e Tocantins.

A situação de epidemia é considerada quando há incidência maior do que 300 casos a cada 100 mil habitantes.

ANABB abraça a causa
O combate à doença depende do empenho de todos os setores da sociedade. Para contribuir com a prevenção, a ANABB disponibiliza uma cartilha, que traz informações para o combate ao mosquito transmissor, além de orientações e cuidados que devem ser tomados em caso de suspeita de dengue.

Pequenos gestos podem ajudar para que você não seja mais uma vítima. Uma sugestão é tirar 15 minutos por semana para verificar se não há focos do mosquito transmissor da dengue nas casas, quintais e terrenos baldios. Dengue mata! Você pode evitar. Faça sua parte!

Veja a cartilha preparada para ajudar você a combater o Aedes Aegypti

Fonte: Agência ANABB