× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

Diretoria da Previ apresenta resultados de 2012 em Brasília

Fique atento ao cronograma de apresentações do relatório com os resultados da Previ


Em 05.04.2013 às 00:00 Compartilhe:


Mais de 300 pessoas, entre funcionários da ativa e aposentados, lotaram o auditório do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, nesta sexta-feira, 5 de abril, para apresentação dos resultados da Previ de 2012. Assim como nos demais estados visitados, o presidente Dan Conrado e os diretores de investimentos e seguridade, Renê Sanda e Marcel Barros, conduziram a apresentação e todos os diretores ficaram disponíveis para responder às perguntas dos participantes. Também participaram do evento a superintendente de Varejo e Governo do BB, Marília Lima Prado, o presidente da ANABB, Sergio Riede, o vice-presidente Administrativo e Financeiro, Reinaldo Fujimoto, e o vice-presidente de Relações Institucionais, Fernando Amaral.

Durante a apresentação, Dan Corando destacou que 2012 foi um ano diferente dos outros em relação à gestão dos investimentos. “A redução da taxa de juros e o aumento da inflação influenciaram os ganhos e impactaram a taxa atuarial. Além disso, a Previ tem concentração de investimentos na Bolsa de Valores que passaram por muitas oscilações”, disse. Mesmo diante das dificuldades, o presidente ressaltou que os ativos subiram de R$ 155 bilhões para R$ 166 bilhões. “O Plano 1 e o Previ Futuro tiveram rentabilidade superior a meta atuarial e pagaram R$ 8,4 bilhões em complementos de aposentadorias e pensões, dos quais R$ 1,4 bilhão em Benefício Especial Temporário, o BET”, destacou.

A Previ fechou 2012 com superávit de R$ 27,30 bilhões, o que permitiu manter o pagamento do Benefício Especial Temporário (BET) em 2013 e suspender as contribuições. “Antes de qualquer coisa, o papel da Previ é pagar benefícios e dar tranquilidade aos participantes. É a partir dessa premissa que nos empenhamos em gerir os recursos”, finalizou. 

O foco na diversificação de investimentos foi um dos temas tratados pelo diretor de investimentos da Previ, Renê Sanda. “A Previ está bem posicionada e não estamos tão dependentes de títulos do governo de renda fixa. A transição para novos segmentos já foi feita”, afirmou. Segundo ele, os títulos públicos não rendem o necessário para cumprir a meta atuarial. Renê também destacou a rentabilidade em 2012 de cada um dos segmentos de investimentos: renda variável, renda fixa, imóveis, empréstimos e financiamentos e investimentos estruturados. “Os investimentos em shoppings e centros comerciais tiveram rentabilidade superior a 30%. Além disso, fizemos alongamento da carteira de renda fixa, vendendo títulos que venceriam a curto prazo e comprando títulos de médio e longo prazo. Acreditamos, tecnicamente, que a carteira de renda variável terá melhor performance no futuro”, explicou Renê.

O diretor de investimentos também falou sobre as novas aquisições em imóveis em São Paulo e apresentou as empresas que representam mais de 90% da carteira de renda variável da Previ. As principais são: Petrobras, Vale, Banco do Brasil, BRF, Unibanco, Ambev, Bradesco, Ultra, CPFL, Invepar, Neoenergia, Tupy. 

O diretor de seguridade, Marcel Barros, por sua vez, apresentou os grandes números da sua área, incluindo o quantitativo de participantes no Plano 1 e no Previ Futuro, que totaliza mais de 196 mil pessoas, o valor do benefício médio pago aos participantes, os índices de filiação ao Previ Futuro, as filiações ao Capec, a carteira de empréstimos e financiamentos, entre outros temas. “Mais da metade dos R$ 7 bilhões (sem o BET) pagos em 2012 na forma de benefícios tiveram como fonte os dividendos de ações e receitas de imóveis”, afirmou.

Ao final das apresentações, a Diretoria da Previ respondeu a inúmeras perguntas feitas pelos participantes, como incorporação do BET, ações judiciais da Previ, investimentos etc. No total, durante o mês de abril, 12 capitais brasileiras receberão dirigentes do fundo de pensão.

Para acessar o relatório, clique aqui

Veja abaixo o calendário das apresentações:

GO

Goiânia

Auditório da Superintendência Estadual (GO)
Av. Goiás 980, 8º andar - Centro

12/4

9h

MG

Belo Horizonte

Mercure Belo Horizonte Lourdes Hotel - Centro de Eventos Planetarium, Piso terra, andar térreo 
Av. do Contorno, 7315 -Lourdes

15/4

9h

PR

Curitiba

Mabu Royal & Premium Hotel (Grande Salão Mabu/1º)
Rua XV de Novembro, 830 - Centro 
(em frente a praça Santos Andrade)

17/4

9h

SC

Florianópolis

Mercure Florianópolis Convention Hotel, Salão Toscana
Rodovia Admar Gonzaga 600 - Itacorubi

18/4

9h

RS

Porto Alegre

Auditório Super - RS 
R.Honório Silveira Dias, 1830, subsolo - Higienópolis

19/4

9h

BA

Salvador

Fiesta Bahia Hotel - Salões Lotus A/B, 1º piso
Av. Antônio Carlos Magalhães, 711 - Pituba

22/4

9h

CE

Fortaleza

Ponta Mar Hotel - Salões Venezia 2 e 3 - térreo
Av. Beira Mar, 2200 - Meireles

24/4

9h

PE

Recife

Mar Hotel Recife - Salões Manuel Bandeira 1 e 2 - piso M
Rua Barão de Souza Leão, 451 - Boa Viagem

25/4

9h

PA

Belém

Auditório do prédio do BB Ag. Presidente Vargas 
Av. Presidente Vargas, 248, 8° andar

29/4

9h

Fonte: Agência ANABB