× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

TST cassa liminares dos sindicatos sobre novo Plano de Cargos e Funções do BB

Sindicatos estudam medidas cabíveis contra a decisão do TST


Em 01.03.2013 às 00:00 Compartilhe:


No dia 27 de fevereiro, o Banco do Brasil divulgou comunicado aos funcionários informando sobre o processo de implantação do novo Plano de Cargos e Funções. Assinado pelo Diretor de Relações com Funcionários e Entidades Patrocinadas, Carlos Neri, o documento destacou que a Corregedoria do Tribunal Superior do Trabalho (TST) acatou a manifestação do BB e cassou as liminares que suspendiam a implantação do Plano de Funções na base territorial dos sindicatos da Bahia (Salvador e região metropolitana), Pará, Amapá e Bauru.

De acordo com o comunicado do BB, o posicionamento do Judiciário reforçou o entendimento de que o Plano de Funções, além da conformidade legal, tem como princípios o respeito às pessoas e a harmonização dos interesses de todos - Banco e funcionários. 

O advogado do Sindicato dos Bancários da Bahia, Pedro Nizan Gurgel, por sua vez, reafirmou à ANABB que o plano foi elaborado de forma unilateral, sem a participação das entidades sindicais e que isso prejudicou o processo. “Estamos estudando as medidas cabíveis contra a decisão do TST para resguardar os direitos dos bancários. A implantação do plano foi feita de forma arbitrária e ilegal”,  disse.

O Sindicato dos Bancários do Pará ainda não foi notificado formalmente sobre a decisão do TST e informou que, assim que analisar aos documentos, a equipe jurídica tomará as ações necessárias.

Adesão
Ainda segundo o comunicado do Banco, mesmo não havendo prazo específico para a adesão, mais de 20%  dos funcionários que são público-alvo das Funções Gratificadas (FG) já fizeram sua opção pela nova função e pela jornada de 6 horas. Para o BB, os índices de adesão, em Funções de Confiança e Funções Gratificadas demonstram o comprometimento e o engajamento dos funcionários no planejamento de suas carreiras e a sua interação voluntária com as políticas de gestão de pessoas do Banco.

No caso das Funções de Confiança, funcionários que atuam em praças nas quais o prazo de adesão foi prorrogado para 06 de março, em virtude de liminares, deverão tomar a sua decisão até a próxima quarta-feira.

Fonte: Agência ANABB