× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

BB Seguridade destina ao varejo até 40% de oferta

O banco criou incentivos para que seus empregados participem da oferta


Em 28.02.2013 às 00:00 Compartilhe:


A BB Seguridade, subsidiária criada para concentrar os ativos de seguro, capitalização e previdência do Banco do Brasil (BB), vai direcionar de 20% a 40% de sua oferta inicial aos investidores do varejo.

De acordo com o prospecto preliminar da oferta, essa categoria de investidores poderá adquirir participação na BB Seguridade de duas formas. Uma delas é por meio da reserva direta das ações. Outra é por meio da adesão ao fundo de investimentos FIA-BB Seg, que será criado para essa finalidade.

Uma parcela equivalente a 5% das ações que fazem parte da oferta será oferecida aos funcionários do BB de forma prioritária.

O banco criou incentivos para que seus empregados participem da oferta. Eles poderão adquirir ações usando bônus obtidos com a venda de benefícios como folgas, abonos e licença-prêmio. O BB também vai financiar, no valor de até R$ 12 mil, a compra de papéis por seus funcionários. O financiamento poderá ser pago em até 12 parcelas mensais sem juros.

A BB Seguridade, cuja criação foi anunciada no fim do ano passado, nasce com capital social de R$ 5,6 bilhões, representado por 470.563.927 ações ordinárias. Em dezembro, a companhia tinha R$ 7,3 bilhões em ativos e dívida total de R$ 1,6 bilhão.

O BB, que detém a totalidade do capital da empresa, planeja vender até 40% de suas ações. Fontes próximas à operação preveem que o banco poderá levantar cerca de R$ 5 bilhões.

De acordo com o documento, será realizada apenas uma oferta secundária - ou seja, os recursos levantados na operação vão para o caixa do banco do Brasil.

Em assembleia realizada no dia 20, os acionistas do BB haviam autorizado também um aumento de 10% no capital da BB Seguridade para uma possível oferta primária. Porém, a emissão de novas ações não está prevista no prospecto.

A companhia será listada no Novo Mercado da BM&FBovespa, conforme já era esperado.

Os pedidos de abertura de capital e de oferta inicial da BB Seguridade foram protocolados ontem na Comissão de Valores Mobiliários. A versão atual do prospecto ainda não dá o cronograma da operação, mas a expectativa é que seja realizada até a metade do ano.

A oferta tem o próprio BB como coordenador líder. J.P. Morgan, Bradesco BBI, Itaú BBA, BTG Pactual, Citigroup, Brasil Plural e Banco Votorantim também atuam na operação.

Fonte: Valor Econômico