× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

19 de novembro: Dia da Bandeira Nacional

Dia 19 de novembro é uma data que merece ser lembrada. É o dia da Bandeira Nacional que, nesta segunda-feira, comemora 123 anos.


Em 19.11.2012 às 00:00 Compartilhe:


Muita gente sabe que no dia 15 de novembro comemora-se a Proclamação da República – um dos principais acontecimentos para o avanço da democracia no Brasil. Quatro dias depois, no entanto, dia 19 de novembro, outra data interessante também merece ser lembrada. É o dia da Bandeira Nacional que, nesta segunda-feira, comemora 123 anos. 

Várias comemorações cívicas, acompanhadas do Hino da Bandeira, acontecem pelo Brasil. Isso porque ela é um símbolo que representa a nação, o estado e a política. A bandeira do Brasil, instituída em 19 de novembro de 1889, é o resultado de uma adaptação na tradicional Bandeira do Império Brasileiro. Neste contexto, em vez do escudo Imperial português dentro do losango amarelo, foi adicionado o círculo azul com estrelas na cor branca.

Na concepção inicial, as quatro cores da Bandeira Nacional representavam simbolicamente as famílias reais de que descende D. Pedro I, idealizador da Bandeira do Império. Com o passar do tempo esta informação foi sendo substituída por uma adaptação feita pelo povo brasileiro: o verde simboliza nossas matas, o azul nosso céu, o amarelo nossas riquezas, o branco a paz, e as estrelas representam os estados do país.

Há também a inscrição “Ordem e Progresso” no centro, que representa a arrancada concreta e irreversível para o desenvolvimento que nasceu com os ideais da República. O modelo foi criado por Raimundo Teixeira Mendes e Miguel Lemos, ambos com influência política e religiosa no início da República, e desenhada por Décio Vilares.

A bandeira brasileira reúne vários detalhes que devem ser seguidos, de acordo com a legislação. O tamanho, a precisão nas cores, a disposição das estrelas e a faixa central seguem regras que são obrigatórias, assim como a forma como ela é homenageada e guardada. 



Curiosidades:

  • Uma bandeira em mau estado de conservação não pode ser hasteada. Deve ser entregue a uma unidade militar para ser incinerada no dia 19 de novembro;
  • A Bandeira Nacional fica permanentemente hasteada na Praça dos Três Poderes em Brasília. Quando precisa ser substituída, só é arriada quando a nova for hasteada;
  • Em alguns locais, a bandeira deve ser hasteada todos os dias. São eles: palácio da Presidência da República; residência do presidente; Congresso Nacional; nos ministérios; no Supremo Tribunal Federal; nos edifícios-sede dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário; em repartições consulares; em repartições federais, estaduais e municipais situadas na faixa da fronteira etc.;
  • Não é permitido hastear bandeira de outro país em terras brasileiras se ao lado não estiver a Bandeira Nacional de igual tamanho e posicionada ao lado direito. A exceção é somente para embaixadas e consulados.

 

Hino à Bandeira
(Olavo Bilac)

Salve, lindo pendão da esperança,
Salve, símbolo augusto da paz.
Tua nobre presença à lembrança
A grandeza da Pátria nos traz.

Recebe o afeto que se encerra
Em nosso peito juvenil
Querido símbolo da terra,
Da amada terra do Brasil!

Em teu seio formoso retratas
Este céu de puríssimo azul,
A verdura sem par destas matas
E o esplendor do Cruzeiro do Sul.

Contemplando o teu vulto sagrado
Compreendemos o nosso dever,
E o Brasil por seus filhos amado,
Poderoso e feliz há de ser.

Sobre a imensa Nação brasileira
Nos momentos de festa ou de dor,
Paira sempre, sagrada bandeira
Pavilhão da justiça e do amor.

Fonte: Agência ANABB