× Modal
< Voltar


ANABB

ANABB homenageia centenário de Nelson Rodrigues

Jornalista, cronista e dramaturgo fez parte da história brasileira no século 20


Em 23.08.2012 às 00:00 Compartilhe:

Nesta quinta-feira, 23 de agosto, comemoram-se os 100 anos de nascimento do escritor Nelson Rodrigues (1912-1980). A ANABB homenageia a vida e a carreira do jornalista, cronista e dramaturgo que faz parte da história brasileira no século 20. Foi ele quem criou o teatro moderno nacional e um dos que mais exaltou o futebol da geração de Pelé nos anos 60, sendo torcedor fanático do fluminense.  
 
Nelson Falcão Rodrigues nasceu no Recife, em 23 de agosto de 1912 - o quinto filho de uma família de catorze. Em 1916, mudou-se junto com toda a família para o Rio de Janeiro. No Rio, seu pai fundou o jornal "A Manhã", onde Nelson começou sua carreira jornalística, aos 13 anos de idade.
 
A partir daí não parou mais e trabalhou em vários jornais como “Correio da Manhã”, “O Jornal”, “Última Hora”, “Manchete Esportiva” e “Jornal do Brasil”. Em 1941, entrou para o teatro e produziu diversas peças, entre elas “A mulher sem pecado” e “Vestido de noiva”. Com uma capacidade de trabalho invejável, Nelson ainda fez história na televisão brasileira e foi pioneiro na teledramaturgia ao escrever para a TV Rio a novela “A Morta Sem Espelho”.
 
Enquanto esteve vivo, acompanhou a adaptação de sua obra para o cinema e chegou a colaborar com o roteiro de "A Dama do lotação", de Neville D’Almeida, "Bonitinha, mas ordinária" e "Álbum de família", de Braz Chediak. Escreveu, também, os diálogos para dois filmes: "Somos dois", de Milton Rodrigues, e "Como ganhar na loteria sem perder a esportiva", de J. B. Tanko.
 
Nelson Rodrigues é considerado um homem que viveu além do seu tempo. Boêmio e irreverente morreu no dia 21 de dezembro de 1980.

 

Veja frases famosas de Nelson Rodrigues

"Toda unanimidade é burra".

"A grande vaia é mil vezes mais forte, mais poderosa, mais nobre do que a grande apoteose. Os admiradores corrompem".

Se os fatos são contra mim, pior para os fatos”.

Sexta-feira é o dia em que a virtude prevarica”.

Com sorte você atravessa o mundo, sem sorte você não atravessa a rua”.

O dinheiro compra até o amor verdadeiro”.

A liberdade é mais importante que o pão”.

Todo amor é eterno. Se não é eterno, não era amor”.


Fonte: Agência ANABB