× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

Tesouro direto é boa opção para os pequenos investidores

Tesouro direto é boa opção para os pequenos investidores


Em 09.07.2012 às 00:00 Compartilhe:


Para pequenos investidores, há ainda a opção dos títulos públicos negociados no Tesouro Direto. Atualmente, o de menor valor custa R$ 736. Contudo, como o investidor pode comprar frações de 10% do título, com R$ 73,60 é possível investir em um título prefixado.

Há dois papéis LTN mais curtos (para 2015 e 2016) e NTN-F para 2023. A diferença é que a NTN-F paga juros semestrais. Na LTN, o ganho é resgatado apenas no vencimento. Juntos, os dois títulos representaram 25% das vendas do Tesouro, indica relatório divulgado em maio.

A mesma quantidade de oferta e demanda não é vista entre os títulos bancários. Os CDBs prefixados, por exemplo, somam um estoque de R$ 16 bilhões na Câmara de Custódia e Liquidação (Cetip), número que representa apenas 2,5% do total de R$ 652 bilhões de estoques de CDBs.

Parte do baixo estoque é explicado pelo risco embutido em títulos prefixados. "Há risco para quem emite e para quem compra", diz a superintendente de investimentos do Santander, Sinara Policarpo.

Para o banco, não é interessante emitir um título prefixado se posteriormente o juro cair. Nesse cenário, ele poderia ter uma dívida menor, emitindo papéis pós-fixados. Assim, os bancos em item prefixados com vencimentos mais curtos, tentando prever o cenário de curto prazo. "Fica bem próxima a curva de juros", comenta. Para a ponta contrária, a do investidor, o risco é de o juro subir. Nesse caso, o rendimento do prefixado será menor do que o mercado paga.

Fonte: O Estado de S. Paulo