× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

Aula financeira na escola eleva poupança

Pesquisa mostra que promover a educação financeira nas escolas pode aumentar em 24% o valor da poupança das famílias


Em 11.06.2012 às 00:00 Compartilhe:


Promover a educação financeira pode aumentar em 24% a parcela da renda poupada por uma família e agregar R$ 4 bilhões ao PIB nacional, aponta estudo feito pelo Banco Mundial (Bird).

A pesquisa analisou um projeto-piloto chamado Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef) que foi desenvolvido em cerca de 900 escolas brasileiras, de seis estados, entre 2010 e 2011. Cerca de 26 mil alunos participaram do projeto.

Em metade das escolas, foram introduzidas situações didáticas de educação financeira nas disciplinas curriculares com participação não obrigatória. Também foram organizados workshops e atividades com os pais dos alunos envolvidos. Na outra metade, houve um acompanhamento dos alunos que não tiveram nenhuma orientação específica sobre educação financeira.

Para medir a autonomia financeira, o estudo perguntou aos estudantes se concordavam com algumas proposições, como "Gosto de pensar com cuidado antes de me decidir por comprar algo" e "Acredito que consigo poupar um pouco todo mês".

A parcela dos que poupam parte de suas rendas também apresentou modificações depois do trabalho realizado pelo projeto. Enquanto no início do Enef 58% dos alunos pretendiam poupar, após a orientação esse percentual passou para 59%. No grupo sem orientação, houve uma queda no índice.

Os alunos orientados também passaram a fazer listas de gastos e despesas. O percentual dos que fazem algum tipo de programação passou de 11% para 17%.

Fonte: Agência ANABB com informações da Folha de S.Paulo – Marcelo Almeida