× Modal
< Voltar


Banco do Brasil

Bancos em Brasília fecham em virtude da greve dos vigilantes

Pela lei federal 7.102/83, os bancos não podem abrir sem a presença de vigilantes


Em 27.01.2012 às 00:00 Compartilhe:

Em virtude da greve dos vigilantes, a partir desta sexta-feira, 27 de janeiro, os bancos em Brasília estão fechados. A greve foi decidida por mais de 8 mil vigilantes que participaram da assembleia realizada na noite desta quinta-feira (26) na Praça do Cebolão, em frente ao edifício Sede I do Banco do Brasil, no Setor Bancário Sul.

O Sindicato dos Bancários de Brasília vai percorrer todas as agências do DF para fiscalizar se os locais estarão funcionando. Pela lei federal 7.102/83, os bancos não podem abrir sem a presença de vigilantes.

 

O Sindicato dos Bancários também funcionará em regime de plantão. A equipe da entidade prestará apoio ao movimento dos trabalhadores que fazem a segurança dos bancos. Durante a greve dos bancários, os vigilantes também deram suporte à paralisação da categoria bancária.

Bancários apoiam vigilantes
Para o Sindicato dos Bancários de Brasília, que apoia as justas reivindicações dos vigilantes por melhores condições de trabalho e salários, os profissionais da área de segurança devem ser valorizados. Dada a periculosidade da profissão, esses trabalhadores merecem respeito e melhores salários.

Insegurança
Levantamento nacional comprava o grau de periculosidade das agências bancárias. O estudo mostrou que 49 pessoas foram assassinadas em 2011 em decorrência de assaltos em agências bancárias. O número é 113,04% maior que o registrado no ano anterior (23 mortes). Os dados são da Contraf-CUT e da Confederação Nacional dos Vigilantes (CNTV), elaborados a partir de notícias publicadas na imprensa.

Fonte: Agência ANABB com informações da Seeb Brasília