× Modal
< Voltar


Banco do Brasil

BB mantém captação externa, apesar da crise

O saldo de empréstimos tomados de outros bancos no exterior aumentou quase 20%


Em 14.12.2011 às 00:00 Compartilhe:

Apesar da crise que reduz a entrada de capitais estrangeiros no país, o Banco do Brasil tem mantido a captação externa por meio de linhas interbancárias, disse ao Valor o vice-presidente de negócios internacionais do banco, Allan Simões Toledo.

Segundo ele, o saldo de empréstimos tomados de outros bancos no exterior aumentou quase 20% nos primeiros dez meses deste ano, fechando outubro em US$ 9,55 bilhões. Incluindo outras formas de captação, entre elas depósitos de pessoas físicas e jurídicas em agências e empresas controladas do BB no exterior, o estoque de recursos externos obtidos pela instituição chega a US$ 38 bilhões.

Os números não incluem dados de novembro e início de dezembro.

A continuidade do acesso às linhas interbancárias e a outros recursos foi o que permitiu ao BB aumentar o crédito às exportações brasileiras. O fluxo de financiamentos à produção (operações de ACC) e à comercialização (operações de ACE) de mercadorias destinadas ao mercado externo alcançou US$ 15,24 bilhões de janeiro a outubro, o que representou  incremento de 50,7% sobre igual período de 2010.

A cifra também supera a de 2007 inteiro (US$ 15,09 bilhões), até então recorde anual. A expectativa do banco é chegar ao fim de 2011 com US$ 16,5 bilhões em financiamentos concedidos à exportações no ano.

De maneira geral no país, as linhas de crédito para o comércio exterior com prazo superior a um ano começaram a dar sinais de menor disponibilidade nas últimas semanas, de acordo com reportagem do Valor. Os custos também estariam mais salgados neste período recente.

 

Fonte: Valor Econômico