× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

Patrimônio da Previ atinge R$ 153,8 bilhões

O resultado foi puxado pela expansão do setor imobiliário


Em 08.06.2011 às 00:00 Compartilhe:


O patrimônio da Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil fechou maio com rentabilidade de R$ 153,8 bilhões, um patamar 9,7% maior que os R$ 140,2 bilhões de junho do ano passado.

O número de participantes subiu de 179.555 para 189.691 pessoas. Em termos de rentabilidade, o Plano 1 - com 119.045 participantes - atingiu 14,98% em 12 meses, para uma meta atuarial de 11,85%.
 
O resultado foi puxado pelos investimentos imobiliários, com ganho de 25,09%, puxado pela expansão do setor imobiliário, que segundo o presidente da instituição, Ricardo Flores, é sustentada.
 
No plano Previ Futuro, que fechou maio com 70.646 participantes, a rentabilidade em 12 meses ficou em 8,89%, abaixo da meta atuarial de 12,16%. Segundo o diretor de investimentos da Previ, Renê Sanda, o resultado foi puxado pela perda de 19,82% dos investimentos estruturados, em função de se tratarem de aportes em private equity que ainda não foram a mercado.

No Plano 1, mais antigo, esses investimentos renderam 10,88% em 12 meses e Sanda frisou que apenas três investimentos levados a mercado garantiram o resultado positivo.
 
O diretor de investimentos explicou ainda que a fatia de títulos privados dentro dos investimentos em renda fixa subiu 15%, passando de R$ 3,671 bilhões em junho de 2010 para R$ 4,163 bilhões em maio deste ano. Sanda vê o movimento como uma tendência.
 
"A taxa de juros no médio prazo e no longo prazo vai cair a ponto de ficar abaixo da meta atuarial. Teremos que deixar de comprar títulos do governo para comprar títulos privados, sob pena de ficarmos desequilibrados. Esse não é um problema só da Previ, mas de todo o sistema", ressaltou Sanda.

 

Fonte: Valor Econômico