× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

Negociações para melhorias no Plano 1 continuam

Muitas das propostas encaminhadas ao BB foram levantadas a partir de consulta aos associados promovida pela ANABB


Em 05.04.2011 às 00:00 Compartilhe:


Nesta segunda-feira (4/4), representantes do funcionalismo do BB, da Previ e do Banco do Brasil retomaram as negociações para melhorias no Plano de Benefícios 1, de acordo com o previsto pelo Termo de Compromisso assinado em novembro de 2010, quando o superávit foi fechado.
 
Muitas das propostas encaminhadas ao Banco do Brasil foram levantadas a partir de consulta aos participantes promovida pela ANABB, após diversos encontros e debates com demais entidades como Contec, Contraf-Cut, FAABB, AAFBB, AAPBB, AFABBs. Clique aqui para acessar o material.

Representado a ANABB, estiveram presentes o presidente Emílio Rodrigues e o vice-presidente Administrativo e Financeiro, William Bento, conselheiro deliberativo eleito da Previ. Participaram ainda os diretores eleitos da Caixa de Previdência Vitor Paulo (também conselheiro deliberativo da ANABB), José Ricardo Sasseron e Paulo Assunção e os conselheiros deliberativos eleitos da Previ Mirian Fochi e Waldenor Borges.

As reivindicações encaminhadas ao Banco do Brasil em 11 de março são as seguintes:

• Fim do voto de minerva, restabelecimento dos direitos do Corpo Social em aprovar alterações no estatuto e regulamento da PREVI, eleição do Diretor de Participações;
• Aumento no valor das pensões;
• Revisão do benefício mínimo;
• Nova redução da Parcela Previ;
• Benefício 360/360 para todos;
• Aumento do teto de benefícios para 100%;
• Abono anual para aposentados;
• Antecipada para as mulheres aos 45 anos;
• Resgate das contribuições patronais pelos pedevistas;
• Antecipação do reajuste dos aposentados para janeiro.

Os representantes do Banco do Brasil não apresentaram propostas para as demandas dos associados e assumiram o compromisso de estudá-las antes de apresentar um posicionamento.Nova reunião ficou marcada para o dia 5 de maio, para dar continuidade às negociações.


Fonte: Agência ANABB