× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

BB liberou R$ 18,2 bilhões em recursos do BNDES em 2010

O banco manteve a liderança do mercado, com 19,3% de participação


Em 28.01.2011 às 00:00 Compartilhe:


O Banco do Brasil desembolsou, ao longo de 2010, R$ 18,2 bilhões em recursos do BNDES e bateu um recorde histórico. Esse volume é 48% superior ao volume repassado pelo BB em 2009 e o dobro do que o Banco liberou no ano da crise financeira internacional. Com essa marca, o BB manteve a liderança do mercado, com 19,3% de participação, quase um quinto do mercado de financiamento de longo prazo do país.

De acordo com a nota de operações de crédito do Banco Central divulgada nesta quarta-feira, 26, os desembolsos totais do BNDES atingiram R$ 168,4 bilhões em 2011, crescendo 23% em relação ao ano anterior. O crédito direcionado assinalou crescimento de 27,5% no ano, enquanto o crédito no SFN cresceu 20,5%.

No Banco do Brasil foram realizadas 245 mil operações no sistema BNDES, no ano passado – quase mil operações por dia útil, sendo 236 mil (96%) para empresas com faturamento anual até R$90 milhões. O ticket médio das operações girou em torno de R$ 75 mil.

Para fazer frente à maior procura por recursos do BNDES, em virtude do Plano de Sustentação do Investimento (PSI), o BB implementou uma séria de medidas, ao longo de 2010. A primeira foi criar uma metodologia de análise de crédito massificada que beneficiou, de uma só vez, 437 mil clientes micro e pequenas empresas com um limite pré-avaliado que soma R$ 22,4 bilhões.

Em outra frente, automatizou procedimentos por meio do programa de Gestão Eletrônica de Documentos (dossiê eletrônico) e aumentou a autonomia de decisão dos gerentes das agências em todo o país.

Medidas pontuais também tiveram impacto positivo na pulverização de recursos de longo prazo. Um dos exemplos é o convênio firmado com o Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC) para financiar a aquisição de caminhões e carrocerias novas com recursos do BNDES. “O objetivo do convênio foi acelerar a formalização de propostas e aproveitar a taxa de juros de 4.5% ao ano com vigência até março de 2011”, afirma Walter Malieni diretor de crédito do Banco do Brasil.

Cartão BNDES
Outra forma de ampliação de acesso aos recursos para investimento é o cartão BNDES. Mais de 60% da quantidade de operações e do volume desembolsado com cartão BNDES no país foi feito no Banco do Brasil. Ao fim de dezembro, o BB havia desembolsado R$ 2,7 bilhões (do total de R$ 4,3 bilhões), em 209 mil operações com valor médio de R$ 13 mil cada uma.

BNDES Automático
Um dos destaques é a liderança em operações de BNDES Automático em que o Banco foi responsável por 35% do volume aplicado, com R$ 2,2 bilhões. Essa modalidade é direcionada para projetos de investimento complexos, com maturidade de cinco a 10 anos, que envolvem obras civis, aquisição de equipamentos e capital de giro associado.

Liderança regional
O Banco do Brasil foi responsável por 26,5% e 22,8% do total de recursos do sistema BNDES destinado às regiões norte e nordeste. Juntas essas duas regiões ficaram com R$ 3,5 bilhões. As regiões sul e sudeste receberam R$ 4,5 bilhões e R$ 8,6 bilhões respectivamente e o centro-oeste R$ 1,5 bilhão.

Fonte: Site Banco do Brasil