× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

“Projeto Padaria” vai profissionalizar jovens carentes de Sapucaia do Sul

Projeto foi apoiado pelo programa Brasil Sem Fome, da ANABB


Em 01.01.2015 às 00:00 Compartilhe:


“Foi a realização de um sonho”. Esse é o sentimento da coordenadora do Comitê da Cidadania Contra a Fome e a Miséria de Sapucaia do Sul (RS), Nara Clebia Morais Recktenwald, ao inaugurar o curso de padeiro e confeiteiro do Projeto Padaria.
Com recursos do programa Brasil Sem Fome (da ANABB) foram comprados os equipamentos e reformado o espaço onde são realizadas as aulas. O curso foi inaugurado no dia 20 de abril e contou com a participação do Diretor da ANABB e coordenador do Programa Brasil Sem Fome, Douglas Scortegagna.
De acordo com Nara Recktenwald, o curso vai profissionalizar, nesta primeira turma, 30 jovens carentes e em situação de vulnerabilidade social de Sapucaia do Sul. Os adolescentes atendidos têm idades entre 14 e 17 anos.
O curso tem duração de 400 horas, e após o término, os jovens receberão certificação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Segundo a coordenadora, com o certificado, os alunos terão portas abertas no mercado de trabalho. O Senai e a Escola Estadual Vila Prado são parceiros do Comitê de Sapucaia do Sul.
Criado há 12 anos o Comitê Cidadania Contra a Fome e a Miséria de Sapucaia do Sul, coordenado por Nara Recktenwald, aposentada do Banco do Brasil, trabalha para profissionalizar os jovens carentes cidade. Segundo a coordenadora, o Projeto Padaria tem sido idealizado desde a criação do Comitê. Além do curso de padeiro e confeiteiro, são oferecidos cursos de Elétrica Predial e Industrial e Serralheria. Os alunos recebem também noções básicas de Informática.
O Comitê de Sapucaia do Sul foi mais um beneficiado pelo “Brasil Sem Fome”, programa que apóia os comitês de cidadania dos funcionários do Banco do Brasil e proporciona o engajamento dos associados em ações de cidadania.

Leia também:

O que é o programa Brasil Sem Fome
Como participar
Envie seu projeto




Fonte: Agência ANABB