× Modal
< Voltar


Assuntos diversos

Orquestra de Cordas da Grota – inclusão social por meio da música

Jovens carentes da Grota do Surucucu encontraram nas cordas de instrumentos musicais uma nova forma de viver. O resultado é uma orquestra com 120 pessoas e um CD de música clássica


Em 01.01.2015 às 00:00 Compartilhe:


Violinos, violas, violoncelos e flautas. Os acordes musicais de cada instrumento se misturam e formam um som agradável e harmonioso. O resultado são peças de Händel, Vivaldi e grandes canções da música popular brasileira. É a “Orquestra de Cordas da Grota”, formada por jovens em situação de risco social da comunidade carente da Grota do Surucucu, em Niterói (RJ). Lugar, em que a música clássica encontrou espaço e está abrindo portas para grandes talentos. O trabalho, que começou em 1995 com apenas quatro jovens, possui atualmente 120 músicos.
Tudo começou com a iniciativa de dois músicos, professores e doutores da Universidade Federal Fluminense (UFF), Márcio Selles e Leonora Mendes. Nesses dez anos, Leonora lembra de jovens que com a idade de 11/12 anos nunca tinham atravessado o túnel que liga o bairro de São Francisco a Icaraí (bairros de Niterói muito próximos um do outro) e que tiveram a oportunidade de conhecer outras cidades e até outros países por meio das apresentações musicais. É isso mesmo, a orquestra tem se destacado e já apresentou em países como Portugal e Espanha, por exemplo.
Assim foi desenvolvido o projeto “Fazendo o maior barroco”, que atualmente é apoiado pelos voluntários da AABB – Niterói, que sede os espaço para os ensaios e apresentações da orquestra. O Instituto Cooperforte também é apoiador do trabalho e contribui por meio do projeto “Passaporte do futuro”, ajudando na preparação de jovens para dar aulas de música a, principalmente, comunidade carentes.
Todo esse grande trabalho deve ter recursos para permitir sua sustentabilidade. Diante disso, surgiu a idéia de produzir um CD com as principais músicas da orquestra. Com o patrocínio da ANABB, por meio do programa Brasil Sem Fome (que arrecada contribuições dos funcionários do Banco do Brasil e repassa para projetos sociais), a orquestra gravou o 1º CD. O resultado foi um trabalho de 11 faixas, entre música erudita e clássicos da música brasileira como Asa Branca e Tico-tico no Fubá.
A ANABB tomou conhecimento do projeto por meio do seu diretor Estadual no Rio de Janeiro, Antonio Paulo Ruzzi Pedroso, que integra o grupo de voluntários da AABB Niterói, e inscreveu o projeto “Fazendo o maior barroco”, no programa da ANABB.
O diretor da ANABB e coordenador do programa Brasil Sem Fome, Douglas Scortegagna, assistiu uma apresentação da “Orquestra de Cordas da Grota” e ficou satisfeito com o trabalho social realizado com os jovens.
Agora, com a venda dos CDs, os jovens músicos da Grota do Surucucu poderão continuar seu trabalho, levando a arte que produzem por meio dos seus instrumentos, com recursos próprios.
Os interessados em adquirir um CD podem ligar para os números (21) 2616 2100 ou (21) 9178 0001. O disco custa R$ 15,00 mais taxa de envio.

Ouça aqui duas faixas do CD:
Tico Tico no Fubá 
Asa Branca



Fonte: Agência ANABB