× Modal
< Voltar


Banco do Brasil

Campanha salarial BB - assembléias acontecem até terça

Funcionários do Banco do Brasil votam a proposta de acordo coletivo e de Participação nos Lucros e Resultados (PLR), feita pelo Banco, até a próxima terça (23/11).


Em 18.11.2004 às 00:00 Compartilhe:


Funcionários do Banco do Brasil votam a proposta de acordo coletivo e de Particição nos Lucros e Resultados (PLR), feita pelo Banco, até a próxima terça (23). Segundo a CNB/CUT, conforme orientação da Executiva Nacional e da Comissão de Empresa dos Funcionários os bancários devem aceitar a proposta, que é muito similar a apresentada pelo BB no dia 14 de setembro.

A campanha salarial do Banco, que terminou em ajuizamento do dissídio no TST, finalizou alguns tópicos econômicos como reajuste de 8,5% para todos e mais R$ 30 para aqueles que ganham até R$ 1500,00 – conforme proposta da Fenaban – mas acrescentou um abono de R$ 1000,00. Mas outras cláusulas, principalmente sociais e a PLR ficaram para ser decididas separadamente. Pela proposta do BB, sobre a PLR, será pago aos funcionários em atividade, 40% do salário mais parcela fixa de R$ 352,50, além do módulo-bônus para todos. A PLR será paga, também, para todos os afastados por acidente de trabalho.

Os bancários e o BB também discutiram a melhor forma de compensar a metade dos dias parados no período de greve. Segundo o acordo, o banco levará em conta apenas os dias úteis e frações não trabalhadas. Os valores serão considerados como montante de horas extras a serem realizadas até o dia 31 de maio, que serão usadas para compensação do montante devido na proporção de 1/1.

Fonte: Agência ANABB