× Modal
< Voltar


Coronavírus

Novos pagamentos do auxílio emergencial começam nesta terça

Benefício de R$ 600,00 está sendo pago a pessoas cadastradas no CadÚnico. Quem fez solicitação do auxílio pelo APP ou site da Caixa começará a receber na quinta-feira


Em 14.04.2020 às 15:13 Compartilhe:

O auxílio emergencial de R$ 600,00 começa a ser pago nesta terça-feira (dia 14/04) para trabalhadores inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e que não têm conta no Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal. Já as pessoas que se inscreveram recentemente via app ou site da Caixa e os beneficiários do Bolsa Família começam a receber na quinta-feira (16/04).

Os valores estarão disponíveis para movimentação eletrônica nas contas informadas pelos beneficiários no momento da inscrição via app ou site. Os saques em dinheiro nas agências só poderão ser realizados a partir do dia 27/04. Portanto, não há necessidade de ir ao banco para retirar o benefício. Os órgãos oficiais de saúde recomendam que as pessoas evitem se deslocar até locais com aglomeração de pessoas, ainda que se respeite a distância mínima de 2 metros em eventuais filas.

Saiba mais sobre calendário de pagamentos e quem tem direito ao auxílio
 

A Caixa havia liberado a primeira parcela do auxílio emergencial no dia 9/04 para quem já estava inscrito no CadÚnico e tinha conta no BB ou Caixa. Já aquelas pessoas que não têm nenhuma conta bancária começarão a receber o auxílio somente no dia 27 de abril, por meio da poupança social gratuita da Caixa. Este é o caso de 40% dos trabalhadores que solicitaram o auxílio emergencial.
 

SAIBA MAIS SOBRE O AÚXILIO EMERGENCIAL 


Veja o especial preparado pela ANABB sobre o auxílio emergencial. 


HOTSITE CORONAVÍRUS 

A ANABB preparou o hotsite Juntos contra o coronavírus, com diversas informações sobre a pandemia do novo coronavírus. Acompanhe as dicas para o período de quarentena, informações sobre o auxílio emergencial e sobre as principais medidas tomadas pelo governo, além da atuação do Banco do Brasil e das entidades ligadas ao BB. 

Fonte: Agência ANABB