× Modal
< Voltar


Coronavírus

Idosos já podem se vacinar contra a gripe

Primeira fase da campanha de vacinação tem como público alvo pessoas acima dos 60 anos e trabalhadores da área da saúde


Em 24.03.2020 às 14:37 Compartilhe:

Começou nesta segunda-feira (23/03) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe – vírus influenza A (H1N1 e H3N2) e influenza B. Nesta primeira etapa, os públicos prioritários são as pessoas acima dos 60 anos de idade e os trabalhadores da área da saúde. Serão três as etapas de vacinação, com datas e públicos diferentes. Em 2020, a campanha foi antecipada em cerca de um mês devido à pandemia de coronavírus. Veja abaixo o cronograma geral a ser adotado no país:

  • Desde 23 de março: pessoas com 60 anos ou mais e trabalhadores da área da saúde.
  • A partir de 16 de abril: doentes crônicos, professores (redes pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento.
  • A partir de 9 de maio: crianças entre 6 meses e 6 anos incompletos; pessoas entre 55 e 59 anos; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); pessoas com deficiência; povos indígenas; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em cumprimento de medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

As Secretarias da Saúde são responsáveis por definir as estratégias de vacinação dentro de cada fase da campanha e, portanto, podem ocorrer adaptações do cronograma em nível local. Em Brasília (DF), por exemplo, a vacinação nesta primeira semana da campanha está direcionada especificamente aos idosos, que estão sendo vacinados segundo a ordem alfabética – nomes que se iniciam com as letras K, L, M, N e O recebem a vacina na quarta (25/03); com as P, Q, R, S, e T, na quinta (26/03); com as letras U, V, W, X, Y e Z, na sexta (27/03). Portanto, é importante verificar as orientações locais antes de se dirigir a um posto de saúde.

A vacinação contra o influenza não protege do coronavírus (covid19), mas os médicos aconselham a imunização por dois motivos principais: evitar que uma pessoa debilitada pela gripe esteja mais vulnerável a ser infectada pelo covid19 e tornar mais fácil um eventual diagnóstico de covid19, já que os sintomas são semelhantes. Além, é claro, de proteger a pessoa do próprio influenza, que também pode levar ao óbito, e de reduzir a procura pelos serviços de saúde, de forma a evitar uma possível exposição ao coronavírus. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe segue até o dia 22 de maio, sendo que o dia “D” de mobilização está marcado para 9 de maio (um sábado).

Fonte: Agência ANABB