× Modal
< Voltar


ANABB

ANABB realiza Reunião dos Diretores Regionais

O evento teve a participação de parlamentares e de representantes da Cassi, Previ e Banco do Brasil


Em 11.03.2020 às 13:27 Compartilhe:

Atualizada às 17h30 do dia 12/3/2020

A ANABB realizou em sua sede, em Brasília (DF), a primeira Reunião dos Diretores Regionais de 2020. O encontro, que começou na terça-feira, dia 10/3, terminou nesta quinta-feira, dia 12/3, e debateu temas relevantes para os associados, como iniciativas de privatização do Banco do Brasil e a tramitação no Congresso Nacional de projetos relacionados aos direitos dos funcionários do BB. A ANABB possui 66 diretores regionais, responsáveis por representar a Associação e estreitar seu relacionamento com os 85 mil associados nas 27 unidades da federação. Os diretores regionais são eleitos pelos próprios associados para mandatos de quatro anos.

Na terça-feira (10/3), o evento foi conduzido pela vice-presidente de Relações Institucionais, Irmar Fonseca, que realizou reuniões internas com os diretores regionais sobre os objetivos do encontro e apresentou as pautas prioritárias que a equipe de Relações Governamentais acompanha no Congresso Nacional. O presidente do Observatório Social do Brasil, Ney Ribas, também participou do evento e apresentou aos presentes as atividades realizadas pela entidade, que é parceira do Instituto Viva Cidadania (IVC).

Na manhã da quarta (11/3), as boas-vindas aos participantes foram dadas pelo presidente da ANABB, Reinaldo Fujimoto, que realizou a abertura oficial do encontro. Em seguida, representando o senador Jorginho Mello (PL/SC), o assessor Henrique Junqueira tratou da tramitação do Projeto de Lei Complementar (PLP) nº 268/2016, de autoria do senador Valdir Raupp (PMDB/RO). Mello é relator do projeto, que trata da governança das entidades fechadas de previdência complementar. Em sua fala, Junqueira destacou o apoio dado ao PLP 268 pelas entidades.

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM/RJ) falou sobre a tramitação do Projeto de Decreto Legislativo (PDC) nº 956/2018, de autoria da deputada Erika Kokay (PT/DF). O PDC 956 busca sustar os efeitos da Resolução CGPAR nº 23/2018, que trata do custeio dos benefícios de assistência à saúde dos empregados nas empresas estatais federais. “Estamos fazendo interlocução com o governo. É uma questão de saúde. Temos apelo social, que é indiscutível. Direito adquirido é intocável, na minha opinião”, frisou o parlamentar, que é relator da matéria e autor do Requerimento 3153, que solicita regime de urgência ao PDC 956.

As atividades da manhã de quarta foram encerradas com uma apresentação da vice-presidente Administrativa e Financeira, Graça Machado, sobre as demonstrações contábeis de 2019 da Associação.


Previ, Cassi e Banco do Brasil são destaques

A Reunião dos Diretores Regionais seguiu na tarde de quarta, dia 11/3, com uma apresentação do deputado federal Pompeo de Mattos (PDT/RS), ex-funcionário do BB, a respeito de iniciativas de desmonte do serviço público.

O deputado Pompeo de Mattos citou alguns projetos em tramitação na Câmara dos Deputados, como a reforma administrativa e outros que podem trazer impacto aos bancários, como a MP 905 e o combate à privatização do BB. O parlamentar ressaltou ainda a importância da atuação da ANABB no Congresso Nacional. “A ANABB é hoje a entidade mais forte do País. Precisamos ser resistentes. Valorizar nosso trabalho sem perder convicção. O Banco do Brasil é de todos nós e sabemos da importância que tem na vida dos brasileiros”, disse Pompeo.

Os diretores da Previ, Renato Proença, de Participações, e Márcio de Souza, de Administração, realizaram uma explanação sobre o cenário atual da Caixa de Previdência, as mudanças na visão da entidade, os números referentes ao ano de 2019, além dos processos de eficiência e inovação tecnológica que a Previ está promovendo.

O diretor de Gestão da Cultura e de Pessoas (Dipes) do Banco do Brasil, José Avelar Matias Lopes, também esteve presente no encontro dos Diretores Regionais e, entre os assuntos abordados por ele, estavam o lucro do BB em 2019, o treinamento que o BB oferece aos funcionários, além da participação da instituição no mercado e a relação com os órgãos fiscalizatórios. “O Banco do Brasil teve, em 2019, o maior resultado anual da história. Foram pagos mais de R$ 2,3 bilhões em PLR para os funcionários”, enfatizou Avelar.

Dênis Corrêa, presidente da Cassi, realizou a última apresentação desta quarta, sobre o cenário atual da Caixa de Assistência, incluindo população do plano, a abrangência, o índice de envelhecimento entre outras informações relevantes sobre o plano. Dênis expôs também um panorama dos resultados líquidos e a melhora substancial da sustentabilidade que a Cassi teve com o aporte recebido após as alterações estatutárias, em dezembro. “Sem os novos recursos dificilmente atingiríamos os indicadores exigidos pelo agente fiscalizador. Acredito que até o final do primeiro semestre a direção fiscal da ANS será finalizada na Cassi”, ressaltou Corrêa.

 

MP 905 e a força dos funcionários do BB

A Reunião dos Diretores Regionais prosseguiu na manhã desta quinta-feira, dia 12/3, com uma apresentação do deputado federal Christino Áureo (PP/RJ) sobre a tramitação da Medida Provisória (MP) nº 905/2019. Ex-funcionário do BB, o parlamentar é relator da MP que estabelece uma série de alterações na legislação trabalhista, permitindo o funcionamento dos bancos aos sábados e o aumento da jornada de trabalho.

“Na MP 905, vamos manter o que está previsto nas convenções e acordo coletivo de trabalho, inclusive com a preservação das 6 horas de jornada para os bancários”, garantiu Christino Áureo. O relatório do deputado deve ser votado na comissão que analisa a matéria na próxima terça-feira, dia 17/3.

No encontro com os diretores regionais, o parlamentar falou ainda sobre as iniciativas de enfraquecimento do Banco do Brasil, que buscam sua privatização, destacando na outra ponta a força da instituição e de seus funcionários. “O Banco do Brasil é forte porque tem gente forte nele, gente que passou em concurso, que se preparou. Esse é um mérito da instituição”, declarou.

A reunião prosseguiu com a participação do vice-presidente de Comunicação e vice-presidente de Relações Funcionais da ANABB, Haroldo do Rosário Vieira. Em conjunto com as respectivas equipes, ele apresentou a campanha de marketing digital que está sendo implementada pela Associação e as iniciativas realizadas nas áreas de seguros, cobrança, OdontoANABB e ações judiciais.

O presidente do Conselho Fiscal, Williams Francisco da Silva, encerrou as apresentações falando sobre o trabalho e atuação do Cofis na ANABB e explicou melhor os relatórios deliberados pela área.

Ao final do evento, a Diretoria Executiva da ANABB agradeceu a participação de todos os diretores regionais presentes, assim como o empenho e a disposição em aprender de cada um. A ANABB acredita que as discussões apresentadas nos três dias de evento serão importantes para o engrandecimento da Associação e com certeza refletirão no trabalho realizado nas bases e para os associados.

Veja mais na galeria

1 de 16
Fonte: Agência ANABB