× Modal
< Voltar


Previ

Planos da Previ apresentam resultados acima da meta atuarial

A meta atuarial é a rentabilidade mínima que o plano precisa para se manter em situação de equilíbrio


Em 10.03.2020 às 14:36 Compartilhe:

A Previ divulgou nesta segunda-feira, 9 de março, os resultados de 2019. A apresentação ocorreu na sede da entidade, no Rio de Janeiro e foi acompanhada por representantes de diversas entidades. O presidente da ANABB, Reinaldo Fujimoto, participou do evento representando a Associação.

Os números apresentados pela Previ tanto o Plano 1 quanto o Previ Futuro registraram resultados positivos em relação a meta atuarial, que era de 9,71%. A meta atuarial é a rentabilidade mínima necessária das aplicações financeiras, e estabelece o percentual que o plano precisa rentabilizar para se manter em situação de equilíbrio.
 

Plano 1

De acordo com a Caixa de Previdência, o resultado do Plano 1 em 2019 foi positivo em R$ 968,32 milhões, com rentabilidade dos investimentos de 10,55%, superior à meta atuarial apurada no período, de 9,71%. Após o impacto de R$ 5,11 bilhões da revisão das premissas atuariais, o resultado do exercício ficou deficitário em R$ 4,15 bilhões, mas superavitário em R$ 2,38 bilhões no acumulado.

Para o fundo de pensão, o Plano 1 terminou o ano em equilíbrio com R$ 196,1 bilhões em ativos totais e 112.190 associados – desses, 92,9% já estão em fase de recebimento de benefício. “O resultado acumulado de R$ 2,38 bilhões do Plano 1 passa a constituir a reserva de contingência – um colchão de recursos que ajuda a proteger o plano contra eventos futuros e incertos. De acordo com a legislação vigente, o Plano 1 só voltaria a distribuir superávit se tivesse um resultado positivo acumulado acima de R$ 35,68 bilhões por três anos consecutivos”, enfatiza a Previ.

Saiba mais sobre os números do Plano 1


Previ Futuro
 

O Previ Futuro que possui 85.171 associados, desses 97,4% estão na ativa, também terminou o ano de 2019 com números positivos. O Plano apresentou uma rentabilidade acumulada de 20,12%, valor mais do que

 superior ao índice de referência que era de 9,71% e terminou o ano com R$19,4 bilhões em ativos totais.

O segmento de renda variável teve o melhor desempenho com uma rentabilidade de 34,68% em 2019. A carteira atingiu um valor estimado de R$ 5,5 bilhões.

Saiba mais sobre os números do Previ Futuro

Fonte: Agência ANABB