× Modal
X

As seis chapas que disputam as Eleições Cassi 2020 divulgam semanalmente suas propostas.

O conteúdo poderá ser atualizado pelas chapas todas as terças e quintas-feiras.

Clique nos links para abrir o texto com a respectiva proposta – os links seguem a mesma ordem do número das chapas.

Diretoria de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes e Conselho Deliberativo

CHAPA 2: Em Defesa da Cassi Solidária

Proposta do dia 18/02/2020

CHAPA 2: Em Defesa da Cassi Solidária

A Cassi tem sua história assentada no princípio da solidariedade, o que garantiu o atendimento pleno aos associados por décadas. Em tempos em que se propaga a ideia de que cada colega tem que resolver seus problemas individualmente, nós, da Chapa 2, reafirmamos a importância das ações coletivas. A solidariedade é a materialização do esforço coletivo de colegas aposentados e da ativa que garantiram a construção da nossa Caixa de Assistência.

Como resultado dessa consciência coletiva, a Cassi tornou-se referência como autogestão para os trabalhadores. Mantê-la com qualidade e sustentabilidade é o desafio.

Com 76 anos, o que sustentou a longevidade da Cassi foi justamente o seu fundamento solidário, que é o compromisso do cuidado com o outro, um olhar para nós, enquanto coletivo. É preciso reafirmar isso neste momento de retirada de direitos. Por uma Cassi solidária, vote Chapa 2.

Proposta do dia 20/02/2020

Chapa 2 : Em Defesa da Cassi Solidária

A Chapa 2 - Em Defesa da Cassi Solidária: formada por Fernando Amaral, Cris Garbinatto, Juliana Selbach, Aloísio Cuginotti e Denise de Paula. Fruto do amplo processo de resistência feito nos últimos anos em defesa da solidariedade como princípio fundamental da Cassi.

Nas três propostas de alteração estatutária submetidas ao Corpo Social, enfrentamos pressões para aceitar um acordo que suprimia conquistas históricas, além de instituir o voto de minerva e reduzir a responsabilidade do BB, abrindo caminho para transformar a Cassi num plano de mercado.

Como resultado dessa luta, formamos a Chapa 2: grupo amplo, que expressa a diversidade, mas que se mantém firme ao compromisso de lutar pelos interesses dos associados.

Dialogaremos com os associados, apresentando propostas para ampliação da ESF, dimensionamento adequado da rede credenciada e da sustentabilidade da Cassi. Contamos com o seu voto!

Proposta do dia 27/02/2020

Chapa 2 : Em Defesa da Cassi Solidária

A consultoria Accenture, contratada pelo BB em 2017 para analisar a Cassi, concluiu que a nossa Caixa de Assistência tem um dos melhores resultados do mercado, apontando os seguintes indicadores: a Cassi atende aos usuários por toda a vida, tendo 24% de usuários idosos, contra 5,6% da média de mercado; e registra o menor custo per capta do mercado, em todas as faixas etárias, porque faz mais exames e consultas, reduzindo o número de cirurgias e internações.

Fica claro que o problema do Plano de Associados não está no custo, mas na arrecadação. Para que o Plano retome o fluxo de caixa positivo e suas reservas, é necessária uma arrecadação de 14% da folha de pagamento, conforme cálculo atuarial e financeiro. Por isso, defendemos a contribuição de 5,6% para empregados e 8,4% para o patrocinador, mantendo a proporção 40/60, o modelo solidário e as garantias conquistadas pelos associados.

Proposta do dia 03/03/2020

Chapa 2 : Em Defesa da Cassi Solidária

A Atenção Primária à Saúde (APS) é uma estratégia que coordena o serviço de assistência à saúde. Quando bem aplicada, atende até 90% das necessidades de uma população. Isso porque, ao invés de tratar só doenças, a APS oferece cuidado abrangente, com serviços de promoção de saúde, prevenção e tratamento, pensando na pessoa e na comunidade em que ela se insere.

A Cassi foi pioneira na aplicação desse modelo, adotando a Estratégia de Saúde da Família como pilar. Apesar disso, menos de um terço dos participantes é atendido pelo modelo nas Clinicassi – índice insuficiente para suprir nossa necessidade.

Melhorar essa cobertura requer ampliar as equipes dos serviços próprios da Cassi e, onde eles não existirem, selar parcerias com clínicas e profissionais que tenham uma prática alinhada à Estratégia de Saúde da Família, preservando suas diretrizes e melhorando o atendimento aos associados.

Proposta do dia 05/03/2020

Chapa 2 : Em Defesa da Cassi Solidária

Na semana do 8 de março, Dia Internacional de Luta das Mulheres, queremos refletir sobre como a Cassi pode contribuir com a promoção da saúde feminina, compreendendo suas especificidades e promovendo atendimento integral, como orienta a política de Atenção Primária à Saúde.

Nos bancos, as bancárias são as principais vítimas do assédio sexual e moral, violências que impactam a saúde física e mental das trabalhadoras e também suas relações interpessoais, seja no âmbito profissional ou pessoal.

A Cassi, como patrimônio nosso, deve cuidar de bancários e bancárias observando todas as dimensões da sua vida. Por isso, propomos criar um programa específico de atendimento integral à saúde da mulher, e projetos de identificação, acolhimento e apoio para mulheres vítimas de violência doméstica. Por uma Cassi que respeite as mulheres e suas necessidades, vote chapa 2.

Proposta do dia 10/03/2020

CHAPA 2 - Em Defesa da Cassi Solidária

Podemos afirmar sem medo que as Clinicassi estão longe de cumprir a função projetada para elas na sua formulação. A proposta de proporcionar um atendimento integral e humanitário, que superasse o modelo médico-hospitalar fragmentado, envolveu profissionais diversos e pesquisadores de importantes universidades.

Hoje, a falta de estrutura, de equipe profissional e de capacitação limitam o atendimento oferecido pelas Clinicassi. Para que a Estratégia de Saúde da Família desempenhe o papel para o qual foi criada, defendemos:

- ampliação de equipes, horários de atendimento e parcerias estratégicas;
- fixação de profissionais por meio de um bom plano de cargos e salários;
- investimento em tecnologia da informação e assistencial;
- educação permanente e resgate de gestores que compreendam as pessoas como centro da organização e do cuidado.

Pela humanização do cuidado, vote chapa 2.

CHAPA 4: Viver Cassi

Proposta do dia 18/02/2020

CHAPA 4: Viver Cassi

Uma Cassi financeiramente saudável e comprometida com o atendimento aos associados. Conheça as diretrizes do programa da Chapa 4 “Viver Cassi”: qualidade na gestão, qualidade no atendimento.

O grande desafio da Cassi é garantir a sustentabilidade no longo prazo, sem onerar os associados com novas contribuições. Ao mesmo tempo, é preciso melhorar o atendimento à saúde e resolver problemas estruturais.

Os associados aprovaram por ampla maioria o novo estatuto que viabilizou o aporte de R$ 1,2 bilhão pelo banco e agregou mudanças significativas no custeio, tanto por parte do BB como dos associados.

O funcionalismo entendeu que a mudança era essencial para preservar a continuidade do plano de saúde. Agora esperam que os dirigentes da entidade façam o dever de casa, implementem mudanças profundas na gestão e busquem permanente equilíbrio nas finanças para evitar novos aportes e contribuições.

Proposta do dia 20/02/2020

CHAPA 4: Viver Cassi

Vote Chapa 4 Viver Cassi. Por uma gestão que garanta a sustentabilidade da Cassi no longo prazo. Conheça a nossa equipe de candidatos.

DIRETORIA

Cláudio Said – Aposentado, pós-graduado em Gestão Empresarial e Gestão de Saúde. Foi gerente regional da Cassi na Bahia, SP e DF. É gerente executivo da Cassi.

CONSELHO DELIBERATIVO

Rafael Zanon (DF) – Pós-graduado em Gestão Previdenciária e Gestão Financeira. Do SEEB Brasília. Conselheiro deliberativo da Previ.

Jezreel Cordeiro (NE) – Economista. Ocupou vários cargos em nível gerencial no BB. É vice-presidente financeiro da FENABB.

Alessandro Garcia (Vovô) (PR) – Formado em Administração de Empresas. Do SEEB Curitiba. Foi gerente de relacionamento do BB e do Conselho de Usuários Paraná.

Elisa F. Ferreira (SP) – Economista. Foi conselheira deliberativa da Cassi, onde integrou o Comitê de Auditoria. Do SEEB Campinas e da Comissão de Empresa.

Proposta do dia 27/02/2020

CHAPA 4: Viver Cassi
Compromisso com a solidariedade

A solidariedade é o alicerce da Cassi. A lógica de financiamento – onde quem ganha menos paga menos e quem ganha mais paga mais – somada à obrigação do BB com o custeio da entidade, permite que todos, do escriturário ao presidente do banco, tenham acesso ao mesmo atendimento pelos médicos, clínicas e hospitais.

A Chapa 4 Viver Cassi defende a manutenção do princípio da solidariedade e a melhoria permanente na gestão para evitar uma nova crise.

Em 2019, a Cassi correu o risco de ser liquidada, por causa dos déficits acumulados. Após intensas negociações, superamos o perigo. Os associados aprovaram nova forma de custeio e garantiram o aporte de R$ 1 bilhão pelo banco e o aumento do compromisso patronal com a Cassi.

A Chapa 4 lutará para garantir a sustentabilidade no longo prazo e a manutenção da solidariedade do banco para com os associados.

Proposta do dia 03/03/2020

CHAPA 4: Viver Cassi
Sustentabilidade com gestão eficiente e defesa dos associados

Para evitar novos aumentos de contribuição, a Chapa 4 Viver Cassi propõe racionalizar despesas com melhorias na atenção à saúde.

Renegociar contratos com hospitais e clínicas. Remunerar por preço fechado a cada tipo de diagnóstico, procedimento e serviço prestado. Estes contratos são menos onerosos para a Cassi e garantem melhor atendimento.

Sem fraudes e cobranças indevidas – Auditar com rigor as faturas dos hospitais, exigir melhor desempenho com mais qualidade, combatendo fraudes e cobranças indevidas.

Mais rede referenciada – Aumentar a rede referenciada de prestadores para fidelizar credenciados e melhorar o atendimento.

Estratégia Saúde da Família (ESF) – Aumentar usuários nas CliniCassi, garantindo acompanhamento permanente à saúde e acesso a especialistas quando necessário. Usuários das CliniCassi consomem 30% menos recursos.

Proposta do dia 05/03/2020

CHAPA 4: Viver Cassi
Vote Chapa 4 Viver Cassi para defender os direitos dos associados

A Chapa Viver Cassi é a única que conta com amplo apoio das entidades sindicais e associativas de todo o Brasil. Este suporte é fundamental para fortalecer os representantes eleitos na defesa dos direitos e dos interesses dos associados da Cassi frente à direção do banco, ao governo e aos órgãos fiscalizadores.

A proximidade com as entidades representativas e a capacidade de interagir e encaminhar as demandas dos associados são ferramentas importantes para implementar as mudanças que a Cassi precisa.

Resolver problemas de credenciamento, agilizar as respostas e a comunicação com o associado, desburocratizar a liberação de procedimentos, disponibilizar a todos a Central Clínica 24 horas, incrementar programas como o acompanhamento de doentes crônicos. Nosso compromisso é tornar a Cassi cada vez mais próxima do associado.

Proposta do dia 10/03/2020

CHAPA 4 - Viver CASSI
Gestão pela sustentabilidade

Nós da Chapa 4 Viver Cassi defendemos que é possível garantir a sustentabilidade financeira da Cassi melhorando a qualidade no atendimento, sem aumentar contribuições dos associados.

Com uma gestão eficiente dos recursos, alcançaremos a sustentabilidade da Caixa de Assistência, aprimorando ao mesmo tempo o atendimento das CliniCassi e redes credenciadas. Nossas propostas incluem:

Incrementar a rede credenciada no interior, direcionando negociadores da Cassi para resolver deficiências e garantir o atendimento de todos os associados.

Administrar com eficiência a rede credenciada nas capitais.

Criar CliniCassi nos locais de grande concentração, garantindo atendimento rápido com despesas reduzidas.

Negociar novos contratos com hospitais e clínicas, mais vantajosos para a Cassi e com mais qualidade para o associado. Contratos a preço fechado por tipo de procedimento.

CHAPA 6: TODOS PELA CASSI

Proposta do dia 18/02/2020

CHAPA 6: TODOS PELA CASSI
Nosso compromisso é com os associados

Propostas - PARTE I:

CENTRAL DE ATENDIMENTO (0800) - Reestruturar e modernizar tecnologicamente a Central de Atendimento que hoje encontra-se defasada.

CENTRAL DE AUTORIZAÇÕES - Agilizar as autorizações de procedimentos solicitados, a fim de evitar demora e prejuízos aos Associados.

TELEATENDIMENTO - Promover e incentivar a utilização dos avanços tecnológicos da telemedicina para esclarecimento de dúvidas, orientação, acompanhamento e pré-diagnóstico.

AMPLIAR O LEQUE DE COBERTURAS - Agilizar a definição, regulação, incorporação e cobertura de novos procedimentos previstos pela ANS.

SOLIDARIEDADE – Defender a solidariedade como princípio básico no relacionamento dos Associados com a CASSI.

REDUÇÃO DAS COPARTICIPAÇÕES - Promover estudos para a redução das coparticipações, em conjunto com as demais diretorias.

Proposta do dia 20/02/2020

CHAPA 6: TODOS PELA CASSI
Nosso compromisso é com os associados

Propostas - PARTE II:

CLINICASSI – Consolidar a Estratégia de Saúde da Família, incentivando a sua utilização.

DESCENTRALIZAÇÃO E AUTOMAÇÃO - Ampliar a automação de processos de maneira a aumentar os controles e reduzir o tempo de resposta às demandas.

CONVÊNIOS DE RECIPROCIDADE - Ampliar o atendimento aos Associados em localidades onde a CASSI não possui rede de atendimento, mediante parcerias com outras autogestões.

FOCO NO ESTRATÉGICO - Reduzir a excessiva quantidade de processos operacionais na Cassi Sede, que prejudicam a tomada de decisão e aos associados.

LANÇAMENTO DE NOVOS PLANOS - Desenvolver novas modalidades de planos, regionais e/ou com coberturas diferenciadas.

REMUNERAÇÃO DOS PRESTADORES - Renegociar com os prestadores novos modelos de remuneração para a prestação de serviços, notadamente com as grandes redes.

Proposta do dia 27/02/2020

CHAPA 6: TODOS PELA CASSI
Nosso compromisso é com os associados

Propostas - PARTE III:

REDIMENSIONAMENTO DA REDE – Redimensionar e otimizar a Rede de Prestadores de Serviços.

REDUÇÃO DE DESPESAS – Compromisso de investir em tecnologia, modernização e redesenho de processos, auxiliando na redução de despesas da ordem de R$ 300 mi/ano, no período de 2020-2024.

AUDITORIA NOS HOSPITAIS – Ampliar os mecanismos de auditoria “in loco”, particularmente no caso das internações hospitalares.

VERTICALIZAÇÃO – Implantar projeto-piloto de verticalização do atendimento, com prestadores que adotem os protocolos da CASSI para a Estratégia Saúde da Família, diagnose e internações, sem imobilização.

GOVERNANÇA E COMPLIANCE – Promover, em conjunto com as demais diretorias, a melhoria dos processos de Governança e Compliance implementando novos sistemas de acompanhamento.

Proposta do dia 03/03/2020

CHAPA 6: TODOS PELA CASSI
Nosso compromisso é com os associados

Formação da Chapa

Para a formação da CHAPA 6 – TODOS PELA CASSI, buscou-se selecionar profissionais da ativa e aposentados, com o objetivo de se construir uma chapa de consenso, como alternativa às demais forças que há anos revezam-se na direção da CASSI, responsáveis pelos sucessivos déficits nos últimos 7 anos.

Os integrantes da CHAPA 6 foram escolhidos de forma participativa e democrática, numa Convenção organizada pela AFABB DF, em 25.01.2020, onde os representantes de diversos grupos apresentaram seus candidatos que debateram suas ideias e projetos para a Cassi. Assim, a escolha do Carlos Emílio FLESCH para a Diretoria de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes, bem como dos demais candidatos aos Conselhos Deliberativo e Fiscal, resultou de ampla discussão e consenso entre as diversas partes envolvidas no processo.

Proposta do dia 05/03/2020

CHAPA 6: TODOS PELA CASSI
Nosso compromisso é com os associados

Compromisso

Os candidatos da CHAPA 6 – TODOS PELA CASSI assumem o firme compromisso de atuar em defesa dos associados, na gestão competente, modernizadora e reestruturante, na longevidade da CASSI, no distanciamento de interferências políticas, partidárias ou ideológicas, bem como na manutenção da independência em relação aos interesses do patrocinador BB. O principal compromisso da CHAPA 6 é com os associados.

A CHAPA 6 – TODOS PELA CASSI acredita que a razão de ser da CASSI são os seus Associados e, para tanto, toda e qualquer ação deve tê-los como prioridade. Para isso, não medirá esforços para defender a solidariedade como princípio básico no relacionamento da Cassi com os Associados.

Proposta do dia 10/03/2020

CHAPA 6 – TODOS PELA CASSI
Nosso compromisso é com os associados.

O Futuro

Em anos recentes a CASSI enfrentou grandes dificuldades financeiras, tecnológicas, administrativas e de governança, que a levaram a sucessivos déficits (2012 a 2018), que totalizaram valores da ordem de R$ 1,3 BI. Isso levou à instauração da Direção Fiscal pela ANS em julho/2019. Além disso, a CASSI enfrentou três exaustivas e desgastantes Consultas ao Corpo Social, que exigiram muito esforço e consumiram grande energia da Direção, dos Associados e das Entidades representativas.

Há ainda um grande desafio a ser enfrentado e superado, particularmente na Diretoria de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes, foco desta eleição, cujas atividades essenciais como a Negociação com Prestadores, a Central de Atendimento (0800) e o desenvolvimento de novos Produtos e Planos de Saúde não mereceram a devida atenção.


 

Conselho Fiscal

CHAPA 33: Viver Cassi

Proposta do dia 18/02/2020

CHAPA 33: Viver Cassi

O programa da Chapa 33 “Viver CASSI” prioriza a sustentabilidade econômica da entidade e a qualidade do atendimento à saúde. O Conselho Fiscal será responsável pelo acompanhamento das medidas propostas.

Em 2019, os associados aprovaram mudanças no plano de custeio, decisão acordada para reequilibrar as finanças da CASSI. Agora é hora de melhorar a gestão dos recursos.

Os candidatos ao Conselho Fiscal da Chapa 33 “Viver CASSI” vão supervisionar e acompanhar a gestão administrativa, contábil e financeira com seriedade. Os recursos dos associados precisam ser usados da melhor maneira, sem desperdício, adotando as mais modernas e eficientes práticas de gestão, para viabilizar o melhor atendimento possível.

Os componentes da Chapa 33 “Viver CASSI” têm o apoio da grande maioria das entidades representativas que negociaram o acordo aprovado no final de 2019.

Proposta do dia 20/02/2020

CHAPA 33: Viver Cassi

Vote na Chapa 33 Viver Cassi para o Conselho Fiscal. Nosso compromisso é com a sustentabilidade da Cassi no longo prazo. Vamos fiscalizar a execução orçamentária e supervisionar as medidas que tornarão a Cassi mais sólida e ofereça de fato atenção integral à saúde dos associados.

Conheça os candidatos de nossa chapa.

Sílvia Muto – Mestre em História, com extensão em Saúde. Gerente de Serviços em SP. Dirigente da Contraf. Integra o Conselho de Usuários SP.

Sandra Trajano – Graduada e pós-graduada em Biologia. Foi gerente de atendimento no BB. Do SEEB Pernambuco. Integra a Comissão de Empresa.

Alberto R. Cunha (Betinho) – Aposentado. Bacharel em Direito e Administração. Foi Gerente de Divisão da Cassi. Foi Presidente do SEEB Pará e Amapá.

Carlos Fernando S Oliveira (Café) – Aposentado. Formado em Administração, com MBA Altos Executivos BB. Foi Gerente de CESECs no Rio. Vice-Presidente da AAFBB.

Proposta do dia 27/02/2020

CHAPA 33: Viver Cassi
Compromisso com a solidariedade

A solidariedade é o alicerce da Cassi. A lógica de financiamento – onde quem ganha menos paga menos e quem ganha mais paga mais – somada à obrigação do BB com o custeio da entidade, permite que todos, do escriturário ao presidente do banco, tenham acesso ao mesmo atendimento pelos médicos, clínicas e hospitais.

A Chapa 33 Viver Cassi defende a manutenção do princípio da solidariedade e o uso adequado dos recursos para evitar nova crise.

Em 2019, a Cassi correu o risco de ser liquidada, por causa dos déficits acumulados. Após intensas negociações, superamos o perigo. Os associados aprovaram nova forma de custeio, garantiram o aporte de R$ 1 bilhão pelo banco e o aumento do compromisso patronal com a Cassi.

A Chapa 33 fiscalizará a correta aplicação dos recursos para garantir a sustentabilidade no longo prazo e lutará pela manutenção dos compromissos do BB.

Proposta do dia 03/03/2020

CHAPA 33: Viver Cassi
Sustentabilidade com gestão eficiente e defesa dos associados

A Chapa 33 Viver Cassi fiscalizará as medidas que vão racionalizar despesas para evitar novos aumentos de contribuição. Confira.

Renegociar contratos com hospitais e clínicas. Remunerar por preço fechado a cada tipo de diagnóstico, procedimento e serviço prestado. Estes contratos são menos onerosos para a Cassi e garantem melhor atendimento.

Sem fraudes e cobranças indevidas – Auditar com rigor as faturas dos hospitais, exigir melhor desempenho com mais qualidade, combatendo fraudes e cobranças indevidas.

Mais rede referenciada – Aumentar a rede referenciada de prestadores para fidelizar credenciados e melhorar o atendimento.

Estratégia Saúde da Família (ESF) – Aumentar usuários nas CliniCassi, garantindo acompanhamento permanente à saúde e acesso a especialistas quando necessário. Usuários das CliniCassi consomem 30% menos recursos.

Proposta do dia 05/03/2020

CHAPA 33: Viver Cassi
Vote Chapa 33 Viver Cassi na defesa dos direitos dos associados

A Chapa Viver Cassi é a única que conta com amplo apoio das entidades sindicais e associativas de todo o Brasil. Este suporte é fundamental para fortalecer os representantes eleitos na defesa dos direitos e dos interesses dos associados frente à direção do banco, ao governo e aos órgãos fiscalizadores.

A proximidade com as entidades representativas, a capacidade de interagir com o associado e encaminhar as demandas de todos são ferramentas importantes para implementar as mudanças que a Cassi precisa.

Vamos cobrar soluções para os problemas de credenciamento, respostas rápidas e comunicação ágil com o associado, liberação de procedimentos com menos burocracia, Central Clínica 24 horas para todos, acompanhamento eficiente dos doentes crônicos. Estas medidas são necessárias para tornar a Cassi cada vez mais próxima do associado.

Proposta do dia 10/03/2020

CHAPA 33: Viver Cassi
Fiscalização séria e eficiente

Segundo estudo do IESS, 20% dos gastos dos planos de saúde com hospitais e exames clínicos são feitos indevidamente por conta de fraudes dos prestadores e desperdícios em procedimentos desnecessários.

Por isso, entre as estratégias para otimizar os recursos da Caixa de Assistência, a Chapa 33 Viver Cassi propõe um conjunto de medidas que incluem auditorias permanentes nas contas dos hospitais e avaliações periódicas no desempenho dos prestadores de serviços.

Também propomos renegociar contratos com hospitais e clínicas, substituindo o pagamento por serviço individual pela remuneração a preço fechado por tipo de procedimento. São contratos menos onerosos para a Cassi e que garantem melhor atendimento.

Essas ações vão impedir cobranças indevidas e evitar desperdícios. Com mais recursos disponíveis, vamos aperfeiçoar os serviços da Cassi e dos prestadores.

CHAPA 55: TODOS PELA CASSI

Proposta do dia 18/02/2020

CHAPA 55: TODOS PELA CASSI
Nosso compromisso é com os associados

PROPOSTAS - PARTE I:

Examinar com isenção e especial cuidado, todos documentos, operações e eventuais atos praticados pelos Órgãos Administrativos e/ou Colegiados e verificar a exatidão necessária às boas práticas administrativa e financeira;

Detectar eventuais falhas, equívocos e/ou procedimentos que não se enquadrem nos Estatutos e/ou recomendados pela Legislação específica, sugerindo medidas que visem suas correções e enquadramentos regulamentares;

Atentar para todas as normas vigentes, especificamente àquelas ditadas pela ANS.

Proposta do dia 20/02/2020

CHAPA 55: TODOS PELA CASSI
Nosso compromisso é com os associados

PROPOSTAS - PARTE II:

Atentar para qualidade dos Controles Internos e aos Pontos de Controle estabelecidos;

Interagir com a Auditoria Interna, de modo a aperfeiçoar todas as formas de detecção de anormalidades que possam interferir nas melhores performances de todos os tipos de resultados;

Examinar, com a necessária atenção, os balancetes mensais e demonstrações contábeis do exercício e emitir parecer conclusivo sobre eles e sobre o Relatório Anual da Diretoria Executiva.

Proposta do dia 27/02/2020

CHAPA 55: TODOS PELA CASSI
Nosso compromisso é com os associados

A Chapa 55 – TODOS PELA CASSI é garantia de isenção e independência, exercendo as suas funções e responsabilidades com profissionalismo e competência.

O Conselho Fiscal é, por definição estatutária, o Órgão responsável pela fiscalização ampla da gestão da CASSI, aí compreendidos os aspectos administrativos, econômicos e financeiros.

Nosso primeiro objetivo é a interação com os conselheiros cujos mandatos se mantêm em vigor, buscando a sinergia para o exercício de nossas funções, com a eficiência e completude que se espera.

O Conselho Fiscal é um órgão absolutamente independente e desta forma deve atuar. Sendo composto por representantes do patrocinador e dos associados, pode e deve, dentro dos limites de sua competência, sugerir medidas e ações que contribuam para o melhor desempenho administrativo/financeiro da CASSI.

Proposta do dia 03/03/2020

CHAPA 55: TODOS PELA CASSI
Nosso compromisso é com os associados

Ao instituir eleição específica para os cargos de Conselheiros Fiscais, a CASSI deu um passo expressivo na busca da profissionalização de sua governança.

Neste sentido, a CHAPA 55 - TODOS PELA CASSI, selecionou funcionários da ATIVA e APOSENTADOS, buscando constituir um grupo de consenso, de indiscutível competência e experiência.

Nossos candidatos assumem o firme compromisso de atuar de forma democrática porém independente, sempre buscando interagir com seus pares, no fiel cumprimento das recomendações estatutárias e demais normas emanadas da ANS.

Declaram-se cientes de suas responsabilidades e preparados para essa nova situação da CASSI cujo novo plano de custeio aprovado, acarretará contínuos esforços e ações de seus administradores, situação que demandará uma atuação plena e independente de seu Conselho Fiscal.

Proposta do dia 05/03/2020

CHAPA 55: TODOS PELA CASSI

Os candidatos das Chapas 55 - TODOS PELA CASSI assumem o firme compromisso de atuar em defesa dos associados, na gestão competente, modernizadora e reestruturante, na longevidade da CASSI, no distanciamento de interferências políticas, partidárias ou ideológicas, bem como na manutenção da independência em relação aos interesses do patrocinador BB.

Nosso compromisso é com os associados.

Composição da Chapa:
Conselho Fiscal:
Hamilton Omar BISCALQUINI - Titular 1
FERNANDA BISPO de Souza - Suplente 1
Antonio Roberto ANDRETTA - Titular 2
Maria da CONCEIÇÃO Spohr - Suplente 2

Proposta do dia 10/03/2020

CHAPA 55: TODOS PELA CASSI

Os candidatos das Chapas 55 - TODOS PELA CASSI assumem o firme compromisso de atuar em defesa dos associados, na gestão competente, modernizadora e reestruturante, na longevidade da CASSI, no distanciamento de interferências políticas, partidárias ou ideológicas, bem como na manutenção da independência em relação aos interesses do patrocinador BB.

Nosso compromisso é com os associados.

Composição da Chapa:
Conselho Fiscal:
Hamilton Omar BISCALQUINI - Titular 1
FERNANDA BISPO de Souza - Suplente 1
Antonio Roberto ANDRETTA - Titular 2
Maria da CONCEIÇÃO Spohr - Suplente 2

CHAPA 77: Em Defesa da Cassi Solidária

Proposta do dia 18/02/2020

CHAPA 77: Em Defesa da Cassi Solidária

A Cassi tem sua história assentada no princípio da solidariedade, o que garantiu o atendimento pleno aos associados por décadas. Em tempos em que se propaga a ideia de que cada colega tem que resolver seus problemas individualmente, nós, da Chapa 77, reafirmamos a importância das ações coletivas. A Solidariedade é a materialização do esforço coletivo de colegas aposentados e da ativa que garantiram a construção da nossa Caixa de Assistência.

Como resultado dessa consciência coletiva, a Cassi tornou-se referência como autogestão para os trabalhadores. Mantê-la com qualidade e sustentabilidade é o desafio.

Com 76 anos, o que sustentou a longevidade da Cassi foi justamente o seu fundamento solidário, que é o compromisso do cuidado com o outro, um olhar para nós, enquanto coletivo. É preciso reafirmar isso neste momento de retirada de direitos. Por uma Cassi solidária, vote Chapa 77.

Proposta do dia 20/02/2020

CHAPA 77: Em Defesa da Cassi Solidária

A Chapa é formada por Martha Tramm, Ricardo Soares, Dielson e Gerson. Eles têm clareza do papel e atribuições requeridas para a atuação no Conselho Fiscal, de forma a fiscalizar e prestar contas dos seus atos aos associados, além dos órgãos reguladores e fiscalizadores, bem como o fornecimento de informações adequadas para o aprimoramento da gestão.

O compromisso do CF é atuar em nome dos associados, com independência da Diretoria e do Conselho Deliberativo, fiscalizando se os registros administrativos e contábeis correspondem aos fatos, se os controles são efetivos; se as decisões da Diretoria e do CD estão sendo implementadas conforme decidido; e, como se comportam a liquidez, a solvência e a necessidade de recursos garantidores, que são fatores determinantes da sustentabilidade do Plano de Associados, da CASSI e exigências da ANS.

Contamos com o seu voto!

Proposta do dia 27/02/2020

CHAPA 77: Em Defesa da Cassi Solidária

A Chapa é formada por Martha Tramm, Ricardo Soares, Dielson e Gerson. Eles têm clareza do papel e atribuições requeridas para a atuação no Conselho Fiscal, de forma a fiscalizar e prestar contas dos seus atos aos associados, além dos órgãos reguladores e fiscalizadores, bem como o fornecimento de informações adequadas para o aprimoramento da gestão.

O compromisso do CF é atuar em nome dos associados, com independência da Diretoria e do Conselho Deliberativo, fiscalizando se os registros administrativos e contábeis correspondem aos fatos, se os controles são efetivos; se as decisões da Diretoria e do CD estão sendo implementadas conforme decidido; e, como se comportam a liquidez, a solvência e a necessidade de recursos garantidores, que são fatores determinantes da sustentabilidade do Plano de Associados, da CASSI e exigências da ANS.

Contamos com o seu voto!

Proposta do dia 03/03/2020

CHAPA 77: Em Defesa da Cassi Solidária

É papel do Conselho Fiscal fiscalizar os atos de gestão e a correção de seus respectivos registros, em nome e prestando contas somente ao Corpo Social.

O Conselho Fiscal não deve obediência nem alinhamento com o Conselho Deliberativo, com a Diretoria Executiva ou com o Patrocinador, apenas aos Associados.

A sua fiscalização não se limita a análise das contas, mas também a verificação se os atos de gestão obedecem aos limites estatutários e legais, se a Diretoria Executiva está cumprindo as orientações do Conselho, e ainda se as decisões da Diretoria estão sendo devidamente implementadas pelas demais unidades e órgãos internos da Cassi.

O Conselho Fiscal deverá analisar e fiscalizar as multas impostas pela ANS, sugerindo a Diretoria Executiva aperfeiçoamento dos processos a fim de mitigar riscos.

Proposta do dia 05/03/2020

CHAPA 77: Em Defesa da Cassi Solidária

Chapa 77 - Em Defesa da Cassi Solidária: formada por Martha Tramm, Ricardo Soares, Dielson e Gerson. Eles têm clareza do papel e atribuições requeridas para a atuação no Conselho Fiscal, de forma a fiscalizar e prestar contas dos seus atos aos associados, além dos órgãos reguladores e fiscalizadores, bem como o fornecimento de informações adequadas para o aprimoramento da gestão.

O compromisso do CF é atuar em nome dos associados, com independência da Diretoria e do Conselho Deliberativo, fiscalizando se os registros administrativos e contábeis correspondem aos fatos, se os controles são efetivos; se as decisões da Diretoria e do CD estão sendo implementadas conforme decidido; e, como se comportam a liquidez, a solvência e a necessidade de recursos garantidores, que são fatores determinantes da sustentabilidade do Plano de Associados, da CASSI e exigências da ANS. Contamos com o seu voto!

Proposta do dia 10/03/2020

CHAPA 77: Em Defesa da Cassi Solidária

A Chapa 77, dentro de suas atribuições, defenderá junto à Diretoria e o Conselho Deliberativo a humanização do cuidado e a desburocratização da Cassi, a fim de que as Clinicassi cumpram sua proposta original, de proporcionar um atendimento integral e humanitário que supere o modelo médico-hospitalar fragmentado.

Hoje, a falta de estrutura, de equipe profissional e de capacitação limitam o atendimento oferecido pelas Clinicassi. Para que a Estratégia de Saúde da Família desempenhe o papel para o qual foi criada, defendemos:

- ampliação de equipes, horários de atendimento e parcerias estratégicas;
- fixação de profissionais por meio de um bom plano de cargos e salários;
- investimento em tecnologia da informação e assistencial;
- educação permanente e resgate de gestores que compreendam as pessoas como centro da organização e do cuidado.

Pela humanização do cuidado, vote Chapa 77.

Eventuais dúvidas sobre o processo eleitoral podem ser encaminhadas para o endereço comissaoeleitoral2020@cassi.com.br.